Aguarde...

Política

Covid: prefeitura determina volta de servidores afastados

Segundo decreto publicado no Diário Oficial, desta quarta (23), os servidores do grupo de risco deverão retornar às atividades presenciais no dia 1º de outubro

| ACidadeON/Ribeirao

 

Servidores do grupo de risco podem solicitar manutenção do afastamento (Foto: reprodução/Pixabay)

A Prefeitura de Ribeirão Preto determinou nesta quarta-feira (23) a volta das atividades presenciais dos servidores públicos que estavam afastados, por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19).   

Ao todo, 685 servidores foram afastados do serviço presencial por problemas de saúde, sendo que 325 estão trabalhando no sistema home office - veja mais aqui.  

CLIQUE AQUI E LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE RIBEIRÃO PRETO
 
De acordo com decreto publicado no Diário Oficial do Município, os funcionários deverão voltar ao trabalho presencial no dia 1º de outubro. Esses trabalhadores, que estavam afastados por fazerem parte do grupo de risco, deverão realizar apenas atividades internas, sendo que não é permitido o atendimento público.  

O texto ainda determina o uso obrigatório de máscaras e o distanciamento de 1,5 metro entre os postos de trabalho. As repartições também deverão demarcar as áreas de fluxo de pessoas, para que sejam evitadas aglomerações, e restringir a presença de pessoas não ligadas ao departamento em ambientes internos.  

Os servidores públicos municipais que não se enquadram nas condições de retorno ao trabalho deverão apresentar à Divisão de Medicina e Segurança do Trabalho uma declaração médica e exames recentes, que comprovem comorbidade enfrentada pelo servidor, para que seja justificado a manutenção de seu enquadramento no grupo de risco.  

Até que seja avaliada a documentação, o servidor deverá permanecer afastado. Caso seja comprovada a necessidade da manutenção do trabalhador no grupo de risco, ele será dispensado das atividades presenciais.  

Outro lado
 
A reportagem procurou o Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto. De acordo com a assessoria de imprensa do sindicato, a diretoria da entidade vai ser reunir com o departamento jurídico para discutir o decreto.  

Leia mais:
Prefeitura ainda tem 685 servidores afastados em Ribeirão Preto  

ON Explica: Quando é a próxima revisão do Plano SP?


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON