Aguarde...

Política

Rua fica coberta de "santinhos" na zona Oeste de Ribeirão Preto

Prática foi desaprovada por eleitora em frente ao quarto maior colégio eleitoral de Ribeirão Preto; veja fotos

| ACidadeON/Ribeirao

Colégio eleitoral fica "coberto" de santinhos (Foto: Júlia Fernandes/ACidade ON)
 

Sem denúncias de "boca de urna" ou problemas relacionados ao sistema eletrônico até o momento, o que não tem faltado nas ruas de Ribeirão Preto, neste domingo (15), são os famosos "santinhos" de vereador. 

Nos quatro colégios eleitorais visitados pelo ACidade ON até a publicação desta matéria, todos estavam com as calçadas cobertas de papel com os rostos dos candidatos - a Escola Estadual Amélia dos Santos Musa, então, mais ainda.  

Por ser o quarto maior local de votação da cidade, com 7.519 títulos cadastrados, o quarteirão da zona Oeste foi alvo de distribuição nos dias anteriores.  

Ana Lúcia Coutinho, de 71 anos, não aprova a iniciativa. "Acho um desperdício. As pessoas já tiveram tempo para vir com o voto na cabeça", afirma a aposentada.

Lei eleitoral  

A prática, apesar de nada ambiental, é permitida pelo Código Eleitoral. Apenas a distribuição durante o horário de votação que torna-se crime.  

De acordo com a lei, fica proibida a tentativa de cooptar os votos, fazer aglomeração de pessoas com vestuário de campanha, bandeiras, broches ou carros de som. Uso de alto-falante e amplificador também são características passíveis de autuação.  

Além disso, "violar ou tentar violar o sigilo do voto" consta em destaque no artigo 312 da Lei número 4.737/1965 como infração.  




Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON