Aguarde...

Política

Sevandija: Justiça devolve passaporte para ex de Dárcy Vera

Mandrison Félix é alvo de processo por lavagem de dinheiro, investigado na Operação Sevandija, deflagrada em Ribeirão Preto

| ACidadeON/Ribeirao

 

Mandrison Almeida, ex-marido de Dárcy Vera (Foto: Joyce Cury/Arquivo A Cidade - 10/02/2012)

Após decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça), a 4ª Vara Criminal de Ribeirão Preto determinou a devolução do passaporte de Mandrison Félix de Almeida, ex-marido de Dárcy Vera. Mandrison foi alvo da Operação Sevandija após investigação do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) do Ministério Público de São Paulo. 

LEIA MAIS - Ex-marido de Dárcy abriu empresa de R$ 1 mi no escritório de advogado preso
 
Em novembro de 2019, Mandrison foi alvo de operação do Gaeco, deflagrada em conjunto com a Polícia Federal. A promotoria suspeita de movimentações financeiras que somam R$ 810 mil que, de acordo com o Gaeco, seria parte do dinheiro desviado na chamada fraude dos honorários, da qual Dárcy Vera já foi condenada.  

Na ocasião, a Justiça de Ribeirão Preto havia determinado o cumprimento de medidas cautelares aos investigados, como a obrigação de informar ao juízo suas atividades, proibição de sair da comarca em que vive, além da entrega dos passaportes.  

A defesa de Mandrison recorreu da decisão, por considerar que a promotoria não apresentou elementos suficientes que justificassem as restrições impostas pela Justiça. O argumento foi acatado pelo STJ, em Brasília.  

De acordo com decisão do juiz Lúcio Alberto Enéas da Silva Ferreira, da 4ª Vara Criminal de Ribeirão Preto, publicada na última sexta-feira (16), um ofício deve ser enviado para Polícia Federal informando sobre a revogação da medida.  

A defesa de Mandrison nega as acusações da promotoria.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON