Vereador é investigado por esbanjar dinheiro da Câmara de Sertãozinho

Antônio César Peghini (PMDB) foi indiciado pela Polícia Civil por peculato e falsificação de documento

    • ACidadeON/Ribeirao
    • Da reportagem

 

Reprodução EPTV
O vereador Antônio César Peghini (PMDB), de Sertãozinho (foto: Reprodução / EPTV)

 

A Polícia Civil de Sertãozinho indiciou o vereador Antônio César Peghini (PMDB) por peculato –desvio de dinheiro público- e uso de documento falso. Ele é acusado de esbanjar verba da Câmara de Sertãozinho (SP) em viagens a São Paulo na legislatura anterior.

A assessora dele, Josy Rodrigues, também foi indiciada por ajudar na falsificação dos gastos, segundo a polícia.

Investigações revelaram, que entre março e dezembro de 2015, o vereador apresentou gastos de R$ 3,8 mil com alimentação. Policiais civis chegaram a ir a São Paulo para tentar confirmar a autenticidade das notas e descobriram que alguns estabelecimentos nem serviam refeições.

Entre as notas suspeitas está a de uma refeição de R$ 521 de um empório do Mercado Municipal de São Paulo, que não serve alimentação, mas comercializa vinhos, queijos, azeitona e bacalhau.

"A pessoa teria consumido no almoço grande quantidade de alimentos, em poucas pessoas, e logo em seguida uma outra nota aparece com novas refeições. Quer dizer, é uma coisa um pouco fora do comum", disse o delegado Pláucio Fernandes, responsável pelas investigações.

A EPTV esteve na Câmara à procura do vereador e da assessora nesta segunda-feira (13), mas não obteve retorno deles até a publicação da reportagem.

O parlamentar também é investigado pelo Conselho de Ética no Legislativo, segundo a presidente da Câmara, Márcia Perassi, Peghini.
 


1 Comentário(s)

Comentário

ADJAIR

Publicado:

Dinheiro da Camara !!!!!!! o eleitor mané dinheiro nao é seu nao