Aguarde...

Especial Névio Archibald

Reforma de sede provisória da prefeitura vai custar R$ 4,4 mi

Imóvel fica localizado na rua Américo Brasiliense, no Centro de Ribeirão Preto; além da prefeitura, a secretaria da Fazenda também deve funcionar no local

| ACidadeON/Ribeirao

Imóvel foi adquirido pela Prefeitura de Ribeirão Preto em 2018 (Foto: Matheus Urenha/Arquivo A Cidade)
 
Foi publicado na edição desta quinta-feira (9) do Diário Oficial do Município a homologação do contrato da empresa que vai fazer a reforma do antigo prédio da Caixa Econômica Federal, para onde deve ser transferida a sede da Prefeitura de Ribeirão Preto. Segundo a administração municipal, o espaço deve ser utilizado até que seja concluído o Centro Administrativo, na avenida Paschoal Innecchi, na zona Norte.  

Leia mais:
Prefeitura de Ribeirão Preto compra prédio da Caixa Federal
   

Prefeitura anuncia proposta para restaurar Palácio Rio Branco

R$ 4,4 milhões
 
A reforma do prédio, localizado na rua Américo Brasiliense, 426, vai custar R$ 4.456.689,52 aos cofres do município. A empresa Increbase Engenharia será responsável pelo serviço. Além da prefeitura, o local deve abrigar a secretaria da Fazenda.  

O imóvel foi adquirido pela administração municipal em março de 2018, e custou aproximadamente R$ 4 milhões, que foram abatidos de dívidas da Caixa Econômica com o município de Ribeirão Preto.  

O antigo prédio da Caixa Econômica tem três andares e estacionamento no subsolo. No local funcionou a sede do banco em Ribeirão Preto até agosto de 2015 - desde então está fechado -, que foi transferido para um edifício no Jardim Nova Aliança, na zona Sul.  

Primeira votação
 
Em sessão extraordinária realizada nesta quinta-feira, a Câmara Municipal de Ribeirão Preto aprovou, em primeira votação, a LDO (Lei de Diretrizes Orlamentárias) de 2021. O orçamento do município para o próximo ano, segundo a prefeitura, deve ser de R$ 3,4 bilhões.   

Os vereadores também aprovaram 89 emendas. A segunda votação acontece na próxima terça-feira (14).  

Leia mais:
Ribeirão prevê orçamento de R$ 3,4 bi para 2021 e lamenta pandemia
 
Mais Câmara
 
Também nesta quinta, os vereadores ouviram o superintendente da Transerp, Antônio Carlos de Oliveira Júnior. Ele foi convocado para dar explicações sobre acidentes na avenida Antônia Mugnatto Marincek, na zona Leste. O superintendente informou que deve aumentar a fiscalização na via.  

Recesso suspenso
 
Durante a sessão, os vereadores aprovaram um pedido de urgência para votação da proposta da Mesa Diretora que prevê a suspensão do recesso Legislativo no mês de julho. A sessão da próxima terça seria a última antes da paralisação. O texto ainda será debatido pelos parlamentares.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON