Aguarde...

Especial Névio Archibald

Prefeitura de Ribeirão estuda compra de vacinas contra covid

STF formou maioria para liberar a compra da vacina da covid-19 por estados e municípios; porém, compra deve ser dificultada

| ACidadeON/Ribeirao

Foto: Divulgação/Governo do Estado
 
A Prefeitura de Ribeirão Preto afirmou na tarde desta terça-feira (23) que o município avalia a compra de doses da vacina contra o novo coronavírus (covid-19) para intensificar a vacinação na cidade. 

LEIA MAIS - Ribeirão Preto confirma cinco mortes por covid-19 em 24h
 
Por meio de nota, a administração municipal disse que o prefeito Duarte Nogueira (PSDB) entrou em contato com o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, manifestando interesse em adquirir doses para intensificar a vacinação em Ribeirão Preto.  

Nesta terça-feira, o STF (Supremo Tribunal Federal) formou maioria para autorizar a compra de vacinas da covid-19 por estados e municípios.   

No entanto, essa decisão só irá valer caso o governo federal não cumpra o Plano Nacional de Imunização ou se as vacinas previstas sejam insuficientes.  

Até o momento, apenas três vacinas receberam registro para uso no Brasil pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária): as vacinas CoronaVac, do Instituto Butantan, e a vacina de Oxford - ambas de forma emergencial -, e a vacina da Pfizer, que recebeu o registro definitivo.  

Compra difícil
 
Nesta terça-feira, na comemoração do aniversário de 120 anos do Instituto Butantan, Dimas Covas, disse que o Butantan está trabalhando para finalizar a entrega das 100 milhões de doses da vacina para o ministério da Saúde até o mês de agosto.  

Depois disso, o instituto vai começar a produzir as 20 milhões de doses solicitadas pelo governo de São Paulo e, depois, deve retomar a produção de outras 30 milhões de doses que foram sinalizadas pelo governo federal na semana passada.  

Apenas depois da conclusão desta demanda, o Butantan poderia ampliar as solicitações. O prefeito de Ribeirão Preto afirma que vai discutir o assunto com um consórcio de municípios da FNP (Frente Nacional de Prefeitos).



Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON