Aguarde...

ACidadeON Ribeirão Preto

Ribeirão Preto
mín. 20ºC máx. 36ºC

vidaeestilo

Museu da Cana desenvolve projeto para preservar a memória do setor

Projeto que evidencia a história do trabalhador rural do setor sucroenergético deve impactar cerca de 600 crianças de escolas públicas

| ACidadeON/Ribeirao


Teatro é baseado nas histórias vividas pelos antigos moradores do Engenho Central (Foto: Fusion Studio / Alisson Santos)

Difundir a história do trabalhador rural evidenciando seu protagonismo na cadeia do setor sucroenergético. Esse é o objetivo do projeto Colhendo Memórias, que está em sua segunda edição e deve impactar novamente cerca de 600 crianças de escolas públicas da cidade de Pontal, a 38 quilômetros de Ribeirão Preto 

O projeto engloba ações educativas em sala de aula e visitas ao Museu da Cana, também localizado em Pontal, onde os alunos do 4º ano do ensino fundamental terão contato mais próximo com a cultura caipira por meio de teatro, música, roda de ciranda e confecção de estandartes. 

Desenvolvido pela primeira vez no segundo semestre de 2018, o Colhendo Memórias também impactou 600 crianças do 4º ano do ensino fundamental. O projeto retorna em 2019, mais uma vez realizado em parceria entre Comunica Relações Públicas e Museu da Cana, por meio do ProAC ICMS, patrocínio da Biosev e apoio institucional da Prefeitura de Pontal. 

O lançamento da segunda edição ocorreu na última quarta-feira (4) e contou com a presença de professores e diretores da rede municipal de ensino de Pontal, representantes das empresas parceiras e autoridades locais. 

"Precisamos trabalhar o pertencimento, para que as crianças saibam e entendam que existe um museu que preserva a história de Pontal e também do Brasil, e é exatamente isso que o projeto reforça", afirmou Josué Franco, secretário de Cultura e Turismo de Pontal.  

O gerente industrial da Santa Elisa, Omar Canevese Rahal, destacou o potencial de impacto do projeto, que evidencia um setor sustentável e tão importante para a economia do Brasil, como o sucroenergético. "Não são só as crianças que serão impactadas, mas também suas famílias e, dessa forma, toda a comunidade", comentou. 

Também durante o lançamento da segunda edição do projeto, Luiz Biagi, presidente do Conselho do Instituto Cultural Engenho Central, falou sobre a importância do Museu da Cana para preservar a história do setor. "A ideia é que possamos desenvolver várias atividades como essa do Colhendo Memórias", disse.

Você pode ajudar o jornalismo sério

A missão do ACidade ON é fazer um jornalismo de qualidade e credibilidade. Levar informação confiável e relevante, ajudar a esclarecer e entender os fatos, sempre na busca de transformação. E o seu apoio é fundamental. Ajude-nos nessa missão para construir uma sociedade mais crítica e bem informada.

Apoie o bom jornalismo.

Já é assinante? Faça seu login.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON