27 de maio de 2024
- Publicidade -
EP Agro

Preços do Tahiti crescem 55% em março

Mercado paulista enfrentou aumento nos valores dessa variação do fruto da limeira; entenda quais são os motivos

cesta de limões
Impactos atingiram outros cítricos também (Foto: Wikimedia Commons)

Os pesquisadores do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), notaram que os valores da lima ácida Tahiti subiram em março no mercado paulista. A variedade teria sido negociada em uma média mensal de R$ 31,17/caixa de 27 kg, representando uma alta de 55% frente a fevereiro.

Eles fizeram um levantamento responsável por elencar o que impulsionou esse aumento; confira.

LEIA MAIS

O que estimulou a melhora na dieta de gado confinado?

BNDES aprova mais R$1,4 bilhão para Plano Safra 2023-24

Motivos

De acordo com a pesquisa, a alta teria sido motivada pela baixa oferta da fruta, pois as chuvas dificultaram o período de colheita. Em abril, com a tendência de diminuição das precipitações, o volume de Tahiti ofertado crescerá e já estará favorecido pela umidade de março.

- Publicidade -

Laranjas

Outra fruta que teve o valor afetado foi a laranja, as cotações subiram em março. Durante todo o mês, a baixa oferta esteve ligada ao período entressafra e boa absorção industrial, a demanda seguiu firme no segmento in natura, refletindo as altas temperaturas.

Com isso, a média da laranja pera fechou em R$ 93,56/caixa de 40,8 kg em março, um aumento de 7% frente ao mês anterior.

*Sob supervisão de Larissa de Morais

- Publicidade -

LEIA TAMBÉM

O que é o Cepea? 

Janaína Boaventura, com supervisão da redação
Estagiária no Tudo EP e no ACidade ON, é graduanda em Estudos Literários pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Adentrou no Grupo EP em 2024 e atua nos conteúdos digitais, enfaticamente com a parte textual.
- Publicidade -
plugins premium WordPress