19 de maio de 2024
- Publicidade -
EP Agro

O que é o Cepea? 

Há mais de 40 anos, a instituição reúne informações sobre o agronegócio

A instituição é a fonte mais confiável e respeitada quando o assunto são os preços e custos dos produtos agrícolas

*Por: Marina Fávaro

Se você acompanha o dia a dia das notícias do agronegócio com certeza já topou inúmeras vezes com essa sigla. O Cepea, órgão da Esalq, Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, da Universidade de São Paulo (USP), é a fonte mais confiável e respeitada quando o assunto são os preços e custos dos produtos agrícolas. 

“O Cepea quer entender e conhecer os mais diferentes aspectos do agronegócio. E, aqui, o agronegócio entendido como agropecuária: pequenos, médios e grandes produtores que se inserem em cadeias produtivas que vão do cultivo ao escoamento”. É o que diz o Coordenador Científico do Cepea Geraldo Sant’Ana de Camargo Barros. 

Localizado na cidade de Piracicaba, no interior de São Paulo, o Cepea foi inicialmente criado em 1981 por um grupo de professores do Departamento de Economia, Administração e Sociologia da Esalq/USP como “Centro de Pesquisas em Economia Agrícola”, mas teve o primeiro projeto executado apenas no ano de 1982. Em dezembro de 1996, o grupo passou a ser chamado como conhecemos hoje: “Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada”.   

LEIA MAIS

Quando serão os Dias de Campo em 2024?

Agrishow será aberta sem público pela primeira vez em 30 anos

Geraldo Sant’Ana de Camargo Barros explica que o Cepea surgiu por causa de uma demanda do próprio contexto social, político e econômico do período. “Naquela época, estava acontecendo a chamada Revolução Verde no Brasil. Ou seja, estavam vindo as empresas para gerar as indústrias de manufaturas e as empresas para industrializar também a agropecuária”, explicou o Coordenador Científico da instituição.     

- Publicidade -

O Cepea realiza pesquisas sobre a dinâmica de cadeias produtivas e sobre o funcionamento integrado do agronegócio. “Isso abrange questões de defesa sanitária, políticas comerciais externas e influência de novas tecnologias. O desempenho macroeconômico do setor é também acompanhado de perto. A equipe Cepea calcula periodicamente o PIB do agronegócio e das cadeias produtivas e, também, índices de exportação do setor”, conforme descreveu a instituição.   

Para a efetivação das pesquisas, o Cepea conta com cerca de 6 mil profissionais de diferentes elos do agronegócio, atuantes em todas as regiões do país. São agentes do segmento de insumos, produtores rurais, representantes de cooperativas, de agroindústrias, comerciantes, traders (responsáveis por comprar e vender commodities agrícolas) e prestadores de serviços que conversam periodicamente com a instituição, passando informações detalhadas de suas áreas de atuação e recebendo de volta dados e análises do Cepea. 

Atualmente, o Cepea é formado por professores, pesquisadores com conhecimentos sobre agronomia, economia, administração e contabilidade, profissionais de comunicação, de tecnologia da informação, administração e, ainda, estagiários de graduação tanto da Esalq/USP e quanto de outras universidades. Desde fevereiro de 1999, o Cepea está sediado no prédio construído ao lado do Pavilhão de Engenharia da Esalq/USP. 

*Com supervisão de Marcelo Ferri

- Publicidade -

LEIA TAMBÉM

“Operação Valoriza” encontra quase 10 toneladas de café torrado e moído fraudadas

- Publicidade -
plugins premium WordPress