Aguarde...

cotidiano

Embraer doa 15 aparelhos que previnem covid-19 em ambientes hospitalares

Novo sistema, conhecido como Atmus, foi desenvolvido com parcerias e teve um investimento superior a R$ 500 mil

| ACidadeON/Araraquara

Equipamento é usado para desinfecção de ambientes (Foto: Divulgação)

A Santa Casa de Araraquara deve receber da Embraer, nos próximos dias, 15 aparelhos de sistema portátil de controle biológico para leitos regulares de hospitais. O novo sistema, auxilia na prevenção da propagação do vírus da covid-19 no ambiente hospitalar.

Rodrigo Persico, líder do projeto de soluções para combate à covid-19 da Embraer, explica como o sistema funciona.

"O sistema tem um exaustor que fica conectado a um duto e instalado em uma janela. Você liga ele na tomada e ao ligar ele começa a sugar o ar do ambiente no caso, que é o leito hospitalar e promove trocas de ar, de tal maneira que o ar que está naquele leito está sempre se renovando e dessa maneira você protege os pacientes, mas também os profissionais de saúde". 

O investimento desse novo sistema é superior a R$ 500 mil. Ele é conhecido como Atmus e foi desenvolvido pela Enebras, empresa especializada em soluções de ar-condicionado para área da saúde, em parceria com a Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein.

A Embraer entrou com o suporte na elaboração de desenhos, na avaliação do conceito do Atmus e também no desenvolvimento de novos fornecedores nacionais para alguns componentes, é o que explica, Rodrigo Persico.
 
"O Hospital Albert Einstein tem apoiado a Enebras a preparar esse sistema para ser produzido em larga escala e a Embraer foi convidada a entrar com seu corpo técnico para ajudar nos serviços de engenharia necessários para cumprir com esse desafio", afirma. 

Ao todo serão doados 50 aparelhos, destes, 15 vão para a Santa Casa de Araraquara, 10 para o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB-UNESP) e 25 unidades no Hospital Municipal Doutor José de Carvalho Florence, de São José dos Campos.

Para o médico sanitarista Bernadino Alves Souto, os ambientes hospitalares apresentam maior risco de propagação do vírus do que lugares públicos, como, por exemplo, o transporte coletivo. Mesmo não existindo estudos a respeito, ele fala que as evidências trazem essa constatação. Por isso a importância, também, de se investir em equipamentos de proteção para hospitais.

"Considerando que o hospital é um lugar onde tem uma aglomeração maior de pessoas em uma fase de alta transmissibilidade da doença e por um tempo prolongado essas pessoas estão em contato, os profissionais em contato, podemos supor que o hospital seja de maior risco para transmissão da covid-19, do que o transporte coletivo, por exemplo, onde é menos provável que os ônibus estejam lotados de pessoas doentes e em uma alta fase de transmissibilidade por um período prolongado, como é o contato que temos nos hospitais". 

Diante da constatação, a cada dia empresários e comunidade científica têm investido em novas possibilidades de prevenção. O aparelho Atmus é um desses casos.  

O diretor-geral do hospital, Rogério Bartkevicius conta que ficou feliz em saber da doação e diz que os aparelhos deverão ser usados em ambientes que fazem o atendimento a pacientes com covid-19.

"Provavelmente serão destinados a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), a unidade do Centro Cirúrgico, as unidades que estão no enfrentamento à covid-19. Então é com muita satisfação que a Santa Casa mais uma vez é contemplada com iniciativas que nos fortalecem no enfrentamento à covid-19", finaliza.

Mais do ACidade ON