Publicidade

politica

Governo de SP libera verba para obras em rodovias na região

Ao todo, programa estadual vai investir mais de R$ 2,9 bilhões em melhorias em 145 cidades

| ACidadeON/Araraquara -

Anúncio foi feito pelo governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (Foto: Divulgação)
 

 

O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), anunciou na última quinta-feira (19) a liberação de verba para obras em rodovias na região de Araraquara. 


Os recursos fazem parte da segunda fase do Programa Estrada Asfaltada, que prevê investimento total de mais de R$ 2,9 bilhões para 127 obras em 145 cidades. 


Estão no pacote 26,3 quilômetros da rodovia SP-331, em Nova Europa; 14,3 quilômetros da SP-305, em Monte Alto; e 36,7 quilômetros na SP-304, entre Ibitinga e Borborema. 


"Esse é o maior programa de recuperação de estradas estaduais da história de São Paulo. Nós estamos autorizando mais 2,1 mil quilômetros hoje e eles se somam a uma autorização do ano passado, que também foi uma etapa importante do Estrada Asfaltada", disse Rodrigo Garcia. 


O edital das obras foi publicado nesta sexta-feira (20), no Diário Oficial do Estado. 


O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) realizará obras de conservação especial e manutenção de vias, que consiste em recape e implantação de nova sinalização das rodovias. 


Com as duas fases anunciadas até o momento, o Programa Estrada Asfaltada soma 277 obras em 4,4 mil quilômetros, totalizando o valor de R$ 4,6 bilhões. 


"O Governo de SP realiza o maior investimento em recuperação de estrada e de vicinais da história do Estado. Estamos melhorando a logística do Estado, ampliando a segurança e garantindo a mobilidade de todos. Importante destacar que a boa qualidade das rodovias impacta ainda diretamente na redução de acidentes", afirmou João Octaviano Machado Neto, secretário de Logística e Transportes. 


Essa nova fase do Estrada Asfaltada faz parte do programa Pró SP, um amplo pacote de obras estruturantes do Governo para auxiliar na retomada do crescimento econômico, oferta de emprego e geração de renda. 


A iniciativa prevê recursos que totalizam R$ 50 bilhões para obras nas áreas de infraestrutura, transportes, educação e saneamento.

Publicidade