Publicidade

Auto ON

Sudeste registra segunda maior alta do País para o etanol

Combustível foi comercializado a R$ 5,243 e aumentou 2%, em relação ao mês anterior, ficando atrás apenas da alta registrada na Região Sul

| Auto ON -

  

Preços dos combustíveis continuam aumentando
Os postos de abastecimento da Região Sudeste registraram a segunda maior alta do País para o etanol na primeira quinzena de outubro. O combustível, que foi comercializado a R$ 5,243 nas bombas, apresentou um crescimento de 2% em relação ao fechamento de setembro.
No recorte por estado, o Rio de Janeiro liderou com o preço médio mais alto para o etanol. O combustível foi comercializado a R$ 5,735.

Já em São Paulo, o etanol foi encontrado pelo menor preço médio da região, a R$ 4,636. Ainda assim, as bombas paulistas registraram a maior variação para o combustível entre os estados da região, alta de 2,48% em relação ao mês anterior.  

O mesmo cenário foi registrado para a gasolina, que alcançou seu patamar mais alto nos primeiros dias de outubro no Rio de Janeiro, com aumento de 1,47% e o litro à média de R$ 6,773.

A maior alta para o combustível foi registrada nas bombas de Minas Gerais, com avanço de 1,87%, enquanto os postos de São Paulo comercializaram o litro da gasolina a R$ 5,930, menor preço médio da região, mesmo com o avanço de 1,56%.  

O diesel e o diesel S-10 foram encontrados pelo maior preço médio em Minas Gerais. Os combustíveis foram comercializados a R$ 5,141 e R$ 5,204, respectivamente. Já em São Paulo estão os menores preços médios, com o tipo comum vendido a R$ 4,935 e o tipo S-10 a R$ 4,985. No recorte nacional, o primeiro foi encontrado a R$ 5,203 e o segundo a R$ 5,253. O levantamento é do IPTL - Índice de Preços Ticket Log.

Mais notícias


Publicidade