Aguarde...

ACidadeON

Esportes

No segundo amistoso no Panamá, Palmeiras derrota equipe colombiana por 2 a 0

futebol amistoso Palmeiras Independiente Medellín

| Estadao Conteudo

De olho na sequência da temporada - ainda está nas disputas do Campeonato Brasileiro, da Copa do Brasil e da Copa Libertadores - e buscando uma maior internacionalização de sua marca, o Palmeiras entrou em campo nesta quarta-feira para o segundo amistoso na Cidade do Panamá, no Panamá. Com um gol em cada tempo - do volante Bruno Henrique e do atacante Deyverson -, o time alviverde derrotou o Independiente Medellín, da Colômbia, por 2 a 0, no estádio Rommel Fernández.

Com a vitória desta quarta-feira, o Palmeiras segue com 100% de aproveitamento em sua excursão pela América Central. No último sábado, o clube havia derrotado o Árabe Unido, time da primeira divisão panamenha, também por 2 a 0 - gols de Hyoran e Willian. E neste domingo estará na Costa Rica para jogar contra a Liga Deportiva Alajuelense, equipe da elite costarriquenha, na capital San José.

A partida serviu mais uma vez para dar ritmo aos comandados do técnico Roger Machado. Os colombianos, também em intertemporada para a continuação de seu calendário, sequer exigiram trabalho do goleiro Weverton, que novamente iniciou o duelo - Jailson ficou no banco de reservas e Fernando Prass nem viajou por ainda estar se recuperando de uma inflamação no joelho.

Para iniciar o jogo, Roger Machado mandou a campo a seguinte escalação: Weverton; Marcos Rocha, Edu Dracena, Thiago Martins e Victor Luis; Felipe Melo, Bruno Henrique e Lucas Lima; Hyoran, Willian e Gustavo Scarpa. No segundo tempo, o técnico mexeu no time e só não colocou Jailson. O time ficou com Mayke, Antônio Carlos, Nicolás Freire e Diogo Barbosa; Thiago Santos, Jean, Moisés e Dudu; Artur e Deyverson.

Individualmente, alguns jogadores tiveram algo a mais para comemorar além da vitória. O zagueiro Edu Dracena e o atacante Willian completaram 90 jogos com a camisa do Palmeiras. O jogo marcou também a estreia do recém-contratado zagueiro argentino Nicolás Freire.

Em campo, o Palmeiras foi dominante o tempo inteiro. Logo aos seis minutos, o meia Hyoran balançou o travessão ao encontrar espaço para chutar de fora da área, de pé direito. Aos 17, marcou o primeiro gol. Em cobrança de falta realizada perto da meia-lua, o volante Bruno Henrique aproveitou o rebote de seu próprio chute para bater rasteiro. A bola desviou na zaga adversária antes de entrar no canto direito do goleiro colombiano.

Até o intervalo, pouca coisa de boa aconteceu e o Palmeiras voltou mudado para a segunda etapa. O Independiente Medellín aproveitou para tentar uma reação e teve uma boa chance ao 15 minutos. Na saída de bola, Weverton tocou para Nicolás Freire, que, pressionado, acabou perdendo a bola para o atacante Leonardo Castro. O colombiano tentou por cobertura, mas chutou por cima do travessão.

A resposta do Palmeiras veio na sequência, aos 18 minutos, com o segundo gol. Dudu aproveitou bobeira da defesa colombiana, pressionou e conseguiu ganhar a disputa. Em seguida, deixou Deyverson cara a cara com o goleiro adversário dentro da área e o atacante não desperdiçou, batendo colocado e em diagonal no canto direito.

Mesmo após o segundo gol, o Palmeiras não deixou de investir nas jogadas de ataque e seguiu sem dar muitas chances aos colombianos, que pouco se esforçaram para tentar uma reação.

Veja também