Aguarde...

ACidadeON

Esportes

Após cirurgia, dirigente diz que pilota alemã não corre risco de perder movimentos

| FOLHAPRESS

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - A alemã Sophia Floersch passou por uma cirurgia bem-sucedida e não corre risco de perder os movimentos após o grave acidente que sofreu neste domingo (18), durante o Grande Prêmio de Macau de Fórmula 3. As informações foram divulgadas nesta segunda-feira (19) à rede de TV britânica BBC pelo proprietário da Van Amersfoort Racing, time pelo qual Sophia correu ao longo de 2018, Frits Van Amersfoort. "Tudo está bem e em ordem", disse Van Amersfoort, segundo o qual o risco de paraplegia "era o principal temor". "É por isso que a operação precisou ser realizada rapidamente, porque havia o perigo de que (a medula espinhal) pudesse ter sido lesionada", explicou. O grave acidente sofrido no fim de semana provocou uma fratura de vértebra de Sophia Floersch. Para sanar o problema, os médicos utilizaram um osso de seu quadril, em uma operação que durou quase dez horas. "Estamos extremamente felizes por ela agora estar se recuperando, e porque tudo foi muito bem. Não há qualquer medo de paralisia", disse Frits Van Amersfoort. "Tenho certeza de que Sophia vai (voltar a correr). Depois de algum tempo, é claro." No acidente, o carro de Sophia Floersch decolou ao atingir um adversário, saiu da pista e atingiu uma estrutura externa a uma velocidade estimada de 276 km/h. Para o dono da Van Amersfoort, "ela vai ter tempo suficiente para se recuperar".

Mais do ACidade ON