Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Polícia Civil trata como infanticídio caso de recém-nascida achada morta

Crime prevê pena de dois a seis anos de prisão; a mãe ou o suspeito de deixar a criança em sacola, em avenida de Ribeirão Preto, não foram encontrados

| ACidadeON/Ribeirao

Corpo de bebê estava em terreno na avenida Pio XII (Foto: Reprodução / EPTV)
 

A Polícia Civil investiga como infanticídio o caso da recém-nascida encontrada morta na noite desta terça-feira (10), na avenida Pio XII, em Ribeirão Preto.  

O corpo da menina foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) para identificação e exames que poderão indicar a causa da morte. A mãe ou o suspeito de deixar a criança no local não foram encontrados.

A recém-nascida teria sido deixada ainda com o cordão umbilical, dentro de uma sacola de papel com uma toalha, em um terreno perto da avenida Caramuru, na região da Vila Virgínia. A área seria utilizada para descarte de lixo e entulho, e frequentada por usuários de drogas.

Conforme o Código Penal, o artigo 123 diz que o infanticídio é o crime de matar, sob a influência do estado puerperal, o próprio filho, durante o parto ou logo após. A pena prevista para esse caso é de dois a seis anos de prisão.

O corpo foi achado por um testemunha, que imediatamente chamou a PM (Polícia Militar) por meio de seu próprio telefone celular.  

As Polícias Civil e Militar fizeram diligências nas imediações, mas não conseguiram encontrar a mãe ou o suspeito de deixar a criança no terreno.  

LEIA MAIS 

Corpo de bebê recém-nascido é encontrado em sacola em Ribeirão Preto 


Mais do ACidade ON