Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Alunas da rede pública de São Carlos desenvolvem app para evitar desperdício da merenda

Trabalho foi apresentado no Simpósio Nacional de Instrumentação Agropecuária

| ACidadeON/São Carlos

Alunas da EE Professor Sebastião de Oliveira Rocha estão sendo orientadas pelas empresas para tentar apoiadores para projeto. Foto: Divulgação
 

Uma doação de tempo e conhecimento para transformar um grupo de alunas do 9º ano da Escola Estadual Professor Sebastião de Oliveira Rocha em empreendedoras.  

Foi com esse propósito que a Filius Venture e a Embrapa Instrumentação se uniram para levar o trabalho escolar das estudantes Ana Beatriz Camargo, Fernanda Menezes, Julia Ranzula, Maria Julia Salvador Porcino, Mariana Franco, Raquel Barbosa ao Siagro 2019 (Simpósio Nacional de Instrumentação Agropecuária), que será realizado de 3 a 5 de dezembro, em São Carlos.  

As meninas criaram um App para evitar o desperdício da merenda escolar e já foram premiadas com o 1º lugar na Feira de Ciências promovida pelo Centro de Óptica e Fotônica (CEPOF) da cidade.  

O trabalho da Filius Venture nesse processo é transformar o projeto acadêmico das meninas em um pitch de startup (apresentação profissional) para que as meninas peçam apoio a possíveis investidores para seguir sua jornada empreendedora, e assim tenham condições de levar o APP a outras escolas da cidade e, possivelmente, cruzar as fronteiras do estado paulista e beneficiar o País todo. Elas abrirão a seção de pitches das startups no evento no próximo dia 05 de dezembro, às 10h30.  


Segundo o CEO da empresa, Ricardo Frazzato, o convite para participar dessa jornada veio da Embrapa Instrumentação, que presta mentoria ao projeto e é parceria antiga da Filius. "Somos uma empresa especializada em aproximar empreendedores e investidores alinhados com o propósito de transformar o agronegócio através de inovação e tecnologia. Ver meninas do 9º ano, tão jovens, trabalhando a conscientização e se preocupando com o futuro através da tecnologia é algo que nos enche de esperança. Poder ajudar, de maneira voluntária, que esse App criado por elas saia do âmbito escolar e vire um negócio real é uma grande satisfação", define.  

A chefe do setor de transferência de tecnologia da Embrapa Instrumentação, a física Débora Milori, é apoiadora direta dessa iniciativa e convida a sociedade a contribuir com iniciativas desse tipo. "Conheci o trabalho do grupo na feira de ciências e me encantei. Como estávamos organizando o Pitch Deck de AgTechs, resolvemos convidá-las. Hoje falamos muito em ecossistema de inovação onde os principais atores são as universidades, os institutos de pesquisa, os parques tecnológicos e investidores. Entretanto, este modelo não se sustenta se não tivermos uma escola básica de qualidade, formando bons profissionais que abasteçam o ecossistema. O trabalho e o entusiasmo destas meninas me fez refletir que os alunos deveriam ser protagonistas na educação, e que deveríamos dar a eles ferramentas para que eles pudessem exercitar sua criatividade. O projeto de incentivo a mulheres nas ciências exatas deu a estas meninas ferramentas de matemática, computação e robótica para que elas pudessem desenvolver o JADes. Isso tem que ser incentivado. Podemos ganhar muitos talentos e muitas ideias inovadoras para melhorar nosso país. São Carlos hoje é conhecida como Capital da Tecnologia, mas almejamos ser a Capital da Inovação. Para tanto, temos que antes ser a Capital da Educação", explica.  

O objetivo de levar o projeto à Siagro é que as meninas consigam apoio de empreendedores para levar a ideia para outras escolas da cidade, e quem sabe, até do Estado e do país. "A consciência e o empreendedorismo dessas meninas nos chama a atenção. Esse projeto reúne tudo o que a Filius Venture acredita: utilizar a educação para mudar hábitos, o empoderamento feminino, a preocupação com o futuro e usar a tecnologia em prol da sustentabilidade. Vamos usar todo nosso Know-how preparar essas garotas para que possam abrir as apresentações das startups no Simpósio e sair de lá colhendo frutos", avalia o CEO da Filius Venture.

O Projeto  

Preocupado com os dados de desperdício de alimentos no Brasil (cada pessoa desperdiça mais de 41 quilos de alimentos por ano, segundo a FGV e 10% dos alimentos é jogado fora nos supermercados, restaurantes e em nossas próprias casas, de acordo com a Embrapa), o Clube de Ciências JADes - Juntos acabaremos com o desperdício-, integrado pelas seis alunas do 9º ano, se propôs a tomar uma iniciativa a respeito do tema dentro da escola. 

O objetivo era claro e prático: organizar o funcionamento da merenda escolar e assim diminuir a quantidade de alimentos desperdiçados.  

O trabalho das meninas consistiu em desenvolver um App, direcionado por um QRcode, a fim de informar o cardápio semanal de merenda, incluindo opções vegetarianas, para que os alunos tomem, de forma consciente, a decisão de comer ou não, com o intuito de controlar o índice de desperdício de alimentos.  

Em paralelo foi produzido um sistema RFID (Identificação por Radiofrequência), que faz parte da plataforma Arduino, em que cada aluno terá um cartão para auxiliar na fila da merenda e na frequência escolar.  

O projeto ainda coletou dados da merenda em determinados dias durante a semana, e a partir destes, analisar os índices de desperdícios entre as séries.  

Com os dados em mão, as alunas mostraram o desperdício nas salas de aula da escola, com o propósito de conscientizar toda comunidade escolar para a diminuição do desperdício.  

Durante essa ação, sugestões de melhorias referentes à organização de montagem dos pratos servidos pelas merendeiras foram colhidas e analisadas, pensado em suas viabilidades para obter uma melhora ainda mais significativa.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON