Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Menino de 7 anos pede aparelhos de aferição de pressão ao Papai Noel

Davi, que sofre da síndrome nefrótica, escreveu uma cartinha e pediu 4 kits completos para o ambulatório de nefrologia infantil da Santa Casa

| ACidadeON/São Carlos

Davi escreveu cartinha ao Papai Noel para ajudar outras crianças. Foto: Arquivo pessoal
 

Diagnosticado com síndrome nefrótica (transtorno renal que implica a perda excessiva de proteínas através da urina) aos 2 anos de idade, Davi Luiz Azambuja, de 7, fez um pedido diferente para o Papai Noel neste ano: quatro kits completos de aparelhos de aferição de pressão para o ambulatório de nefrologia infantil da Santa Casa de São Carlos.  

"Partiu dele estar ajudando a Santa Casa, mas como ele ainda é uma criança, nós precisamos dar um apoio", disse o pai da criança, Marcio Luiz Azambuja.  

Ainda segundo Marcio, Davi precisa ficar internado por cerca de 15 dias quando tem uma crise. Durante esse período, o garoto notou a dificuldade das enfermeiras em medir a pressão das outras crianças com o aparelho de adulto. "Quando ele fica internado lá, eles têm um infantil, que acabam deixando com o meu filho, mas você vê a dificuldade que é para as outras crianças", explicou Marcio.  

Por conta disso, o menino escreveu uma carta para entregar para o Papai Noel dos Correios (campanha que, todos os anos, tem como objetivo principal o envio de carta-resposta às crianças que escrevem ao Papai Noel e atende, dentro do possível, aos pedidos de presentes de natal das crianças em situação de vulnerabilidade social).   

Marcio e o filho Davi. Foto: Arquivo pessoal

Santa Casa  

Procurada pela reportagem do ACidade ON São Carlos, a Santa Casa informou que no ambulatório de Nefrologia Infantil, são atendidas, em média, 25 crianças por mês.  

Explicaram ainda que o hospital conta com aparelhos para aferição de pressão, mas contam apenas com duas braçadeiras infantis. "E dentro desse ambulatório, tem atendimento de crianças de outras 9 especialidades. Então, se houver essa mobilização e se forem doados kits com essas braçadeiras específicas, serão muito bem-vindos", diz a coordenadora de Enfermagem dos Ambulatórios da Santa Casa, Niceli Cappellini.  

Ajuda  

O pai de Davi salientou que quem quiser ajudar deve doar os aparelhos na Santa Casa, porque o desejo de seu filho é que todas as crianças que precisem do aparelho sejam beneficiadas.  

Quem tiver alguma dúvida, pode entrar em contato com Marcio através do celular: 16-99388-8680

Mais do ACidade ON