"A tal da Baleia Azul quase levou o meu filho"

Relato emocionante da mãe alerta responsáveis por adolescentes

    • ACidadeON/ São Carlos
    • Stella de Oliveira

“Pensei que já tinha visto tudo de ruim que a vida pode trazer... mas o poço ainda não tinha chegado ao fim. Alguém já se sentiu desolada (o)?”

Assim começa a publicação nas redes sociais da mãe de um adolescente de 15 anos que fez corte nos braços por causa de um jogo na internet, o Baleia Azul. Esse é o primeiro caso que se tem conhecimento na região e ele aconteceu em São Carlos.

A mãe continua o desabafo: “A tal Baleia Azul quase levou o meu filho. Ao ver os braços dele cortados, e novamente ver a morte assombrando a nossa vida, me senti um lixo. Conversei por horas com ele, ora conversava, ora chorava desesperada. Tentei fazê-lo entender, que ele é a razão por eu estar viva ainda. Mas acho que este motivo é pouco para ele, talvez falte mais... falte academia, curso de inglês, viagem ... coisas que tirem ele do computador, que o tragam para a vida real, coisas que não posso dar “.

Chocada, a mulher conta que não percebeu o que estava acontecendo. O jovem usava apenas blusa com mangas compridas. O alerta veio da diretoria da escola. Amigos viram a foto que o adolescente postou em uma rede social com os braços cortados e alertaram a direção. “Fiquem atentos aos seus filhos, conhecidos, pois eu não percebi nada. O próximo passo é o suicídio”, publicou a mãe.

Por telefone, a mãe contou ao A Cidade On/ São Carlos que já estava assustada mesmo antes de ver os cortes. “Meu filho assistia a muitos filmes de terror com os amigos. Notei um comportamento diferente, mas não imaginava que era tanto. Ele sempre foi bom aluno e bom filho”.

Para a direção da escola, o jovem contou que entrou no jogo após o desafio de um amigo. No entanto, o jovem não admite à mãe. “Ele ficou muito assustado com a repercussão. Serão muitas cicatrizes. Vou procurar ajuda profissional para passar por essa fase”.

O jogo

O jogo viral Baleia Azul tem causado alarme no mundo todo. Ele é disputado pelas redes sociais, propõe desafios macabros aos adolescentes, como bater fotos assistindo a filmes de terror, automutilar-se, ficar doente e, na etapa final, cometer suicídio.

Leia mais: 

Em protesto, jogo da "Baleia Rosa" estimula o bem-estar

Caso do Baleia Azul em São Carlos preocupa pais

Especialistas comentam riscos do desafio da Baleia Azul
 


3 Comentário(s)

Comentário

Luiz

Publicado:

Mas o caso foi em Jaú, segundo o site, São Carlos Agora, não em São Carlos.

Comentário

Alessandro Daniel Roseno

Publicado:

Atenção senhores pais ! As crianças e os adolescentes são personalidades mais vulneráveis, mesmo com toda a educação e orientação possível. Há algo de sinistro em certos jogos que parecem fazer uma lavagem cerebral na mente dos jovens. Fiquem atentos as idéias perigosas que possam brotar nessas cabeças inexperientes.

Comentário

Bruna Fernandes de Almeida

Publicado:

Pessoal responsável pelo site, creio que como podemos observar no facebook temos muitas pessoas mal informadas, equivocadas sobre o assunto, até dizendo que é falta de Deus na família, quando isso não é real, enfim eu acredito que vocês precisam escrever uma matéria sobre depressão, problemas psicológicos, que não é algo apenas da moda, é algo que sempre existiu, não é recente, por conta desse jogo estupido tem acontecido mais ao redor do mundo, mas antes de inventarem ele já tínhamos milhares de pessoas com esses e outros problemas.