Aguarde...

cotidiano

Voluntários confeccionam aventais e máscaras para profissionais da Santa Casa

Cerca de 9.000 peças de TNT estão sendo produzidos para atender à demanda dos próximos meses

| ACidadeON/São Carlos

A voluntária Lucia Chaves costurando os equipamentos de proteção individual Foto: Divulgação
 

Ajuda que chega por todos os lados. Mãos que cortam, costuram e levam um pouco de solidariedade aos profissionais que estão na linha de frente no combate à pandemia do COVID-19. Assim tem sido o trabalho realizado por diversos voluntários da cidade, que se juntaram para confeccionar aventais e máscaras descartáveis para os profissionais da Santa Casa.  

Assim como todos os hospitais, a Santa Casa também está sofrendo com a escassez de recursos, já que nenhuma instituição estava preparada pra receber essa demanda grande de pacientes.  

As máscaras e os aventais confeccionados pelos voluntários são de TNT e seguem os critérios aprovados pela ANVISA e pelo Ministério da Saúde: "estamos seguindo todas as normas técnicas exigidas pra garantir a proteção dos nossos profissionais. Recebemos uma grande doação de tecidos. Também estamos produzindo os uniformes para que o profissional use somente no hospital, evitando, assim, levar o vírus para outros lugares", afirma a coordenadora do Serviço de Controle de Infecção relacionada à Assistência em Saúde (SCIRAS) da Santa Casa e médica infectologista, Carolina Toniolo Zenatti.  

A ideia é produzir cerca de 9.000 peças nos próximos meses. A coordenadora do grupo das voluntárias da Santa Casa, Mariangela Pucci, ressalta que "é muito gratificante poder auxiliar nossa Santa Casa nesse momento".  

As voluntárias estão trabalhando em casa, por conta da quarentena. "Fazemos os cortes das peças e enviamos o material para as fábricas de confecção da cidade que possuem máquinas pra facilitar a montagem. Trabalhei durante 23 anos na Hotelaria da Santa Casa, e com a experiência adquirida lá, hoje consigo contribuir um pouco com o meu trabalho e oferecer acolhimento aos profissionais", ressalta a voluntária que está liderando os trabalhos, Lucia Chaves.   

A artesã Renata Maiotto também está ajudando na confecção de EPIs Foto: Divulgação

A artesã Renata Maiotto também está à frente de outro grupo de voluntárias. Quase 20 alunas do ateliê dela estão ajudando na confecção. A maioria também está trabalhando em casa. "Gostaria que toda a população pudesse ajudar nesse momento, pois a Santa Casa é fundamental para nossa cidade".  

Para o Provedor da Santa Casa, Antônio Valério Morillas Júnior "essa demonstração de amor ao próximo e apoio aos profissionais que estão na linha de frente, como os médicos, colaboradores e todos os setores, é um estímulo. É uma grande injeção de ânimo para aqueles que colocam a vida em risco para salvar outras pessoas".



Mais do ACidade ON