Aguarde...

cotidiano

Com novo recorde, Brasil bate mais de 10 mil mortes por Covid-19 em sete dias

O Brasil enfrenta o pior momento da pandemia, com situações críticas em todas as regiões do país e até mesmo colapsos em algumas áreas

| FOLHAPRESS

Tudo sobre o coronavírus na nossa região e no Brasil

O Brasil registrou 1.498 novas mortes pela Covid-19 nas últimas 24 horas. Com isso, neste sábado (6), o país registrou mais de 10 mil mortes pela doença em sete dias. É a primeira vez desde o início da pandemia que isso acontece.  

Na última semana, o país completou ainda sete dias seguidos com novos recordes de média móvel de mortes, com o último alcançado neste sábado (6), de 1.455. O recorde anterior era de 1.423.Dessa forma, o país completa 45 dias com média móvel acima de 1.000. O número de casos nas últimas 24 horas foi de 67.477.  

Como tem ocorrido, o elevado número de mortes é acompanhado por altas taxas de contaminação. Os últimos três dias fazem parte do ranking de datas nas quais foram registrados mais casos da Covid. Na última sexta-feira (5), foram 75.337 casos, no dia 3 foram 74.376 e no dia 4 foram 74.285.  

O dia 8 de janeiro, com 84.997 infecções, ainda lidera o ranking, mas nele ocorreu uma revisão de dados do Paraná que elevou artificialmente o dado geral de casos do país.Com isso, o total de mortes no país chegou a 264.446 e o de casos a 10.939.320 desde o início da pandemia.  

O Brasil enfrenta o pior momento da pandemia, com situações críticas em todas as regiões do país e até mesmo colapsos em algumas áreas. Os níveis de ocupação de UTIs estão acima de 90% em diversas capitais.Os dados do país, coletados até às 20h, são fruto de colaboração entre Folha, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são coletadas diariamente com as Secretarias de Saúde estaduais.  

O consórcio também atualizou as informações repassadas sobre a vacinação contra a Covid-19 por 13 estados e o Distrito Federal.Já foram aplicadas no total 10.821.988 doses de vacina (8.135.403 da primeira dose e 2.686.585 da segunda dose), de acordo com as informações disponibilizadas pelas secretarias de Saúde.As vacinas disponíveis no Brasil são a Coronavac, do Butantan e da farmacêutica Sinovac, e a Covishield, imunizante da Fiocruz desenvolvido pela parceria entre a Universidade de Oxford e a AstraZeneca.   

A vacina da Pfizer tem o registro definitivo da Anvisa, mas ainda não está disponível no país.A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorre em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON