Aguarde...

cotidiano

Jovem baleado no trânsito conta detalhes do que aconteceu

Em entrevista exclusiva para o ACidade ON, o rapaz disse que o atirador estava com mulher e criança dentro do carro.

| ACidadeON/São Carlos


A reportagem do Portal ACidade ON conversou com o entregador de 22 anos baleado após uma discussão de trânsito durante a noite de ontem (8). O jovem ficou com a bala alojada no quadril e passou por cirurgia na Santa Casa. Seu quadro de saúde é estável.  

Em entrevista, o rapaz preferiu não ser identificado e contou com detalhes o que aconteceu momentos antes de ser ferido.

"Eu estava voltando da entrega e, quando chegou no cruzamento, ele [motorista] chegou a passar um pouco o pare e eu freei para não ter nenhuma colisão. Aí eu peguei e falei pra ele: você não sabe ler? É pare. Alí rolou uma discussão na hora e eu acelerei a moto e saí. Eu olhei para trás e escutei um estalo, no que eu escutei esse estalo já senti queimando na parte de trás das costas", explicou.   

Ferimento 

Entregador foi ferido no quadril - Foto: ACidade ON São Carlos

O rapaz disse que não entendeu direto o que tinha acontecido, mas que pensou ter sido atingido por uma bala de borracha. Foi quando percebeu que estava sangrando. "Eu não parei a moto, fui até a UPA, vi que estava saindo sangue e la eu pedi ajuda", acrescenta. 

A mãe do jovem disse que ficou sabendo sobre o ferimento do filho por telefone. "Ele [filho] me ligou, porque ele estava fazendo entrega alí no Cruzeiro do Sul e me contou. O médico disse que ele teve sorte, pois um pouquinho mais pra cima ou para baixo [das costas] que acontecesse seria pior", disse a mulher. 

O tiro acertou o quadril do entregador e a bala permaneceu alojada em sua estrutura óssea. Mesmo passando por cirurgia, o médico disse ser arriscado remover o projétil, devido a profundidade em que se encontra.  

Medo

"Não sei se é porque virei para trás, mas pegou bem no osso da bacia, entrou na lateral e ficou no osso. O médico tentou tirar ontem, mas está muito fundo". O jovem ainda disse que tem sentido bastante dor: "dói bastante, queima muito. A minha perna está meio dolorida". 

Sem nunca ter passado por uma situação parecida anteriormente, o entregador ficará em repouso pelos próximos dias, mas pretende voltar ao trabalho, ainda que com certo receio.

"É estranho né, qualquer pessoa que fizer uma imprudência na sua frente é melhor você não revidar. É melhor pedir desculpas e ir embora, porque você pode tomar um tiro por bobeira. Mesmo com família, criança, dentro do carro", adverte.  

O crime 


O crime aconteceu durante a noite de quarta-feira (8), em um cruzamento da Rua Francisco Marigo, no Jardim Cruzeiro do Sul. A vítima trabalhava como entregador com sua moto.

Segundo informações colhidas no local, o motorista de um Gol preto teria fechado o motociclista, motivo que deu início à discussão que antecedeu o tio.

A vítima foi dirigindo a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Vila Prado, mas transferida para a Santa Casa. O motorista do carro fugiu no sentido do bairro Cidade Aracy. 

A Polícia Civil registrou a ocorrência como homicídio tentado e o caso segue para investigação. O objetivo é encontrar o atirador.



Mais do ACidade ON