Aguarde...

cotidiano

Homem mata mulher com facada no pescoço e é preso após ser visto abandonando corpo

Hérica Oliveira, de 33 anos, foi assassinada em uma serralheria em São Carlos.

| ACidadeON/São Carlos

Hérica foi morta na noite de sábado (5). Foto: Redes sociais
 

Um homem foi preso após matar uma mulher no bairro Estância Suíça, em São Carlos, na noite de sábado (5).  

De acordo com o Boletim de Ocorrência (BO), o serralheiro Leandro Rodrigues Saraiva, de 26 anos, foi visto abandonando o corpo de Hérica Letícia Barbosa Oliveira, de 33, perto de uma estrada vicinal, na região do bairro São Carlos VIII.  

A testemunha avisou a Polícia Militar e uma equipe acabou encontrando o corpo já sem vida, com um ferimento no pescoço.  

O suspeito acabou sendo abordado por uma outra viatura na Rua Pastor Bento, no Jacobucci.  

Ainda segundo o BO, Leandro estava nervoso e com manchas de sangue na roupa. Os policiais também viram manchas de sangue na porta e no bagageiro do carro dele.  

O suspeito confessou aos policiais que havia matado Hérica e os levou até a serralheria onde o crime ocorreu.  

Leandro disse que estava ouvindo músicas com a vítima no quarto e, incomodada com o som, ela pegou uma faca e foi na direção dele. Para se defender, ele pegou outra faca em cima do fogão e acertou um golpe fatal no pescoço de Hérica.  

Em seguida, colocou o corpo no carro e o abandonou na região do São Carlos VIII.  

No barracão, os policiais também encontraram um outro homem dormindo no sofá. Ele disse que no dia anterior foi com Leandro e Hérica em um bar, onde ingeriram bebidas alcoólicas. 

Após, foram para o barracão. Leandro e Hérica teriam ido para o quarto ouvir música e ele dormiu em um sofá. 

Disse ainda que não viu mais nada e acordou apenas quando os policiais o chamaram. 

Leandro foi levado ao Plantão Policial e acabou preso em flagrante pelo crime de homicídio. 

O corpo de Hérica foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). Duas facas encontradas no quarto foram apreendidas pela perícia. 

O caso será investigado pela Polícia Civil.




Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON