Aguarde...

Vacinas

SP anuncia datas para vacinação de grávidas, pessoas com comorbidades ou deficiência

Conheça quais as comorbidades e deficiências que estão incluídas, como comprovar e o cronograma repassado pelo governo do Estado

| ACidadeON/São Carlos

Vacinação segue nesta quarta-feira (5) com idosos de 61 anos
O governo do Estado confirmou nesta quarta-feira (5) o cronograma vacinal para as próximas semanas em São Paulo. Serão contemplados pacientes com comorbidades, grávidas, pessoas com deficiência e motoristas e cobradores.

Atualmente seguem sendo vacinados as pessoas com idades entre 60 e 62 anos. Em São Carlos a imunização é realizada de forma escalonada. Ao todo são 1,4 milhão de pessoas que receberão doses deste grupo.

No dia 10 de maio começará oficialmente o calendário vacinal para as pessoas com síndrome de Down, pacientes em terapia renal substitutiva e transplantados, com idades entre 18 e 59 anos. O Estado calcula 100 mil pessoas destes grupos vacinais.

Em 11 de maio, começa a vacinação de grávidas e puérperas com comorbidades acima de 18 anos. Grupo com 100 mil pessoas, na estimativa da Secretaria de Estado da Saúde.

O Programa Estadual de Imunização (PEI) prevê para o dia 11 de maio o início da imunização de 30 mil pessoas com deficiência permanente, com idade entre 55 e 59 anos. E no dia seguinte, começa a vacinação de quem tem comorbidade em faixa etária de 55 a 59 anos.

Motoristas e cobradores também entram no cronograma de vacinação do Estado a partir de 18 de maio. São 165 mil pessoas beneficiadas, nos cálculos do governo.

"No dia de amanhã encerramos a primeira etapa e começamos a segunda fase do nosso cronograma de vacinação a partir do dia 11 de maio", afirmou a coordenadora geral do PEI, Regiane de Paula.

Condições
De acordo com o governo do Estado, as grávidas precisam comprovar o estado gestacional com documentos como carteira de acompanhamento, pré-natal e laudo médico. No caso das puérperas, apresentar declaração de nascimento da criança. Também é necessário apresentar comprovante da condição de risco por meio de exames, receitas, relatório médico ou prescrição médica.

Para as pessoas com comorbidades é necessário apresentar comprovante da condição de risco por meio de exames, receitas, relatório médico ou prescrição médica. Cadastros já existentes nas unidades de saúde vão poder ser utilizados, diz o governo do Estado.

No caso das pessoas com deficiência permanente é obrigatória a apresentação de comprovante de benefício de prestação continuada de assistência social (BPC).

Confira a lista de comorbidades:  
- Insuficiência cardíaca;
- Cor-pulmonale e hipertensão pulmonar;
- Cardiopatia hipertensiva;
- Síndrome coronariana;
- Valvopatias;
- Miocardiopatias e pericardiopatias;
- Doença da Aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas;
- Arritmias cardíacas;
- Cardiopatias congênitas no adulto;
- Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados;
- Diabetes mellitus;
- Pneumopatias crônicas graves;
- Hipertensão arterial resistente;
- Hipertensão arterial estágio 3;
- Hipertensão estágios 1 e 3 com lesão e órgão alvo;
- Doença Cerebrovascular;
- Doença renal crônica;
- Imunossuprimidos;
- Anemia falciforme;
- Obesidade mórbida;
- Cirrose hepática;
- HIV.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON