ACidadeON São Carlos

SÃO CARLOS
mín. 20ºC máx. 36ºC

divirtase

Músico Jacintho se apresenta no Sesc São Carlos neste mês

Apresentação ocorre no dia 23 de setembro e traz uma série de referências de ritmos tropicais do norte e nordeste brasileiro

| ACidadeON/São Carlos

Músico Jacintho se apresenta no Sesc São Carlos neste mês
O músico e compositor lemense, Jacintho, convida o público para embalar num verdadeiro baile brega ao ritmo de referências musicais que vão do bolero ao arrocha, trazendo todo o balanço da música latina-americana, sobretudo do norte e nordeste brasileiro. O show ocorre no próximo dia 23, domingo, às 16, no espaço galpão do Sesc São Carlos e faz parte da programação de setembro do Sesc com a temética "Chic & Brega".  

Jacintho é músico independente e traz como inspiração e pesquisa a autêntica música latina com foco nos ritmos do norte e nordeste do Brasil. No palco se faz uma verdadeira entidade romântica que narra sobre as aventuras e desventuras do amor. "O show de São Carlos é perfeito para se esbaldar nas emoções, ou seja, afogar as mágoas das dores do amor e dançar bastante, além de poder se inspirar e refletir na dramaticidade e poesia das canções".  

A banda é formada por Jacintho (voz), Marcos Godoy (guitarra), Bruno Miranda (saxofone), Adonias Fonseca (trompete), Régis Berretta (bateria), Marcos Zaniboni (baixo) e Paulo Leme (teclado).  

O compositor acaba de lançar o clipe-documentário Do Teu Fracasso Veio a Minha Dor, que resgata as relações e histórias amorosas de personagens reais em um baile brega do interior paulista. "O brega tem varias definições e um dos pontos importantes é que ele é um ritmo que se propagou lá no Estado do Pará nos meados dos anos 80. Se popularizou como um conceito na Bahia e em Pernambuco até chegar na nossa região e nos bailes periféricos do interior de São Paulo", explica Jacintho.

Do Teu Fracasso Veio a Minha Dor e a cultura nordestina viva em SP
O som do forró e do compasso do triângulo estridente são pano de fundo para os depoimentos de histórias reais de paixão, frustração, amor e fracasso, apresentado pelo músico lemense Murilo Jacintho. O clipe-documentário resgata o universo brega e a cultura nordestina, pulsante nas cidades do interior de São Paulo, lançando uma nova perspectiva sobre o tema no cenário da música independente, além de emergir de um processo de pesquisa e captação de imagens, e depoimentos dentro do universo dos famosos risca-facas.  

O cartaz anunciando o show da noite, o mosaico com inúmeros retratos de pessoas coladas na parede e bebidas perfeitamente alinhadas em uma prateleira, ajudam a narrar as histórias de fracasso e superação de Célia, Cleusa e Cigano, personagens que contam no clipe-documentário como venceram a amargura do fracasso: com o amparo do filho; por meio da dança; ou um novo amor. Para Jacintho, Do Teu Fracasso Veio Minha Dor cria um elo entre a poesia e a realidade dessas feridas e derivas, e fala sobre como salvar-se dessas tragédias que acontecem na vida amorosa.  

"É brega é um conceito popular, além de ter uma relação das questões amorosas e isso está na música também. São canções que falam sobre esse conceito e que pode ser visto e vivenciado ainda nos movimentos, nos corações das pessoas e nas cidades", relata o músico.  

Para Jacintho, a música que embala o clipe-documentário faz a amarração desse cenário de simplicidade e elementos herdados, sobretudo da cultura nordestina. "Trata-se de uma mistura da canção Do Teu Fracasso Veio Minha Dor, com os depoimentos de desavenças do coração, junto de um apanhado de imagens que contextualizam a relação suor e lágrimas de um baile que grita o amor".  

O músico escolheu gravar o clipe-documentário em Leme (SP), no Bar do Chico, um dos lugares mais tradicionais de bailes suburbanos e que fica no Jardim Santa Maria, região dos bairros Santa Paula e Jardim Saulo, onde concentra a maior população migrante nordestina, desde os anos 1980, além de abrigar o Centro de Tradições Nordestinas. "A presença da cultura nordestina é muito forte ali e a minha música dialoga com essas histórias de amor e tragédias, lutas e vitórias. Famílias são formadas, e com isso, perpetuam a tradição da música como forma de lazer e cultura", explica Jacintho.  

O clipe-documentário tem direção, captação e finalização de Gabriela Andrade e Natan Menezes, o clipe-documentário tem roteiro e produção executiva de Murilo Jacintho, com trabalho de assistente de produção e manking of de Dani Naguel e Lucas Rafael.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook