Aguarde...

Economia

Comerciantes desistem de manter lojas no centro da cidade

Cansados de levar prejuízos com enchentes, dezenas de lojistas se movimentam para fechar as portas na "baixada do mercado".

| ACidadeON/São Carlos


 

Andar pelo centro comercial de São Carlos nesta segunda-feira (13) gera um misto de sensações que passam do espanto à tristeza. Mais de 120 lojas foram afetadas. Associação comercial diz que o prejuízo deve ultrapassar R$ 1 milhão. 

A Rua Geminiano Costa e a Avenida Comendados Alfredo Maffei, importantes vias comerciais da cidade, foram diretamente afetadas pelas enchentes de ontem. Lojistas se esforçam para limpar toda a lama e minimizar os prejuízos causados. 

Alguns comerciantes ainda se recuperavam dos estragos provocados há pouco mais de uma semana, em outro temporal que também gerou enchentes. Cansados de tantos transtornos, muitos querem mudar seu ponto de local.    

Um dos lojistas afetados foi Santo Antônio Zaccarin, conhecido como Toninho. Ele é proprietário de uma das mais antigas lojas de sapatos de São Carlos. Há 52 anos trabalhando no Centro, viu muita enchente passar pelo local.

Comerciantes acumularam prejuízos por causa de enchente

"Nunca teve uma chuva assim, de 1968 a 2020, nunca teve uma intensidade dessa. Essa foi a pior chuva de todas. Se não tomarmos uma providência, a  chuva vai fazer daqui um 'brumadinho', se não cuidar 'ontem' de algumas obras para enchente", disse Toninho. 

Os funcionários da loja trabalhavam durante esta manhã para limpar os sapatos que ainda tinham salvação. As paredes do prédio foram afetadas pela lama. O nível da água chegou a 1,70 m na região.  

Sapatos ficaram encharcados e cheios de terra

"Hoje eu perdi tudo. Não tenho noção nenhuma do prejuízo, perdi a loja parcialmente. Sapato seco, só no andar de cima, embaixo não tem um par de sapato seco. O prejuízo é muito grande", garantiu.    

Ele acrescenta dizendo que pretende mudar o local do comércio. "Depois dessa eu vou-me embora. Esse ano é o último, não sei se vou ficar mais um ou dois meses. Espero que o meu sucessor aqui seja feliz".

O comerciante ainda vê o lado positivo da tragédia e agradece pelos danos serem exclusivamente materiais. "Ainda vamos agradecer que não aconteceu nada pior. Se nós tivéssemos na ativa ontem, de certo teríamos vitimas fatais", concluiu.  

População pegava produtos que estavam para fora das lojas

Ana Paula Silveira também possui loja no Centro e perdeu a maior parte da sua mercadoria. Ela vende produtos para artesanato, são peças em MDF, tecido e tinturas, nada que pudesse resistir à enchente.

"Nossa loja está destruída, a gente só vai contabilizar a hora que conseguir tirar tudo, o que tinha de 1,5 m para baixo se perdeu", lamentou.
 
Pouco antes de ceder entrevista, várias pessoas se aproveitaram dos prejuízos para levar produtos danificados que estavam na calçada em frente à loja. "A gente fica triste porque a população vem justamente para se aproveitar de um momento de tristeza de todo mundo", disse a comerciante.  

Assim como Toninho, Ana Paula garantiu que naquele ponto ela não ficará mais. "Aqui a gente não fica. Não é a primeira vez. Semana passada a comporta segurou bem, passou um pouco, mas não deu grandes prejuízos. Agora a gente quer ressarcimento, não quer promessa. A Acisc falou em 500 mil [reais] em prejuízo, mas a gente sabe que o valor passa dos milhões", pontuou.   

Comerciantes acumularam prejuízos por causa de enchente

A Associação Comercial e Industrial de São Carlos (Acisc) disse que ainda não tem números reais, mas que está apoiando a limpeza. A maioria das lojas não está em condições de abrir, mas outros comerciantes estão abrindo normalmente.   

A Associação tem se esforçado para garantir a recuperação dos comércios afetados e cobra diretamente posicionamentos dos poderes públicos.

Não houve determinação da Acisc para o fechamento de outras lojas, o horário de funcionamento segue normalmente. Além disso, a associação chegou a falar que o prejuízo desta chuva deve ultrapassar facilmente R$ 1 milhão.  



Mais do ACidade ON