Aguarde...

Economia

Vendas para o Dia dos Pais trarão resultados a longo prazo, diz Acisc

Segundo a associação, os comerciantes esperam melhoras neste mês em relação a julho, mas ainda de uma forma cautelosa e ponderada

| ACidadeON/São Carlos

Primeiro dia de flexibilização é marcado por filas e trânsito no comércio. Foto: ACidade ON
No mês de agosto é comemorado o Dia dos Pais, terceira principal data comemorativa para o comércio, mas para a Associação Comercial e Industrial de São Carlos (Acisc), neste ano os bons resultados devem vir somente em longo prazo, mas já deve ser mais positivo que o mês passado.

Nesta época, promoções, campanhas e várias outras estratégias para o Dia dos Pais já estavam sendo elaboradas e divulgadas pelos comerciantes. Porém, com a pandemia e a atual situação do município, os custos para épocas festivas foram pouco mais poupados.

De acordo com a avaliação do professor doutor Elton Eustáquio Casagrande, do Núcleo de Economia da Acisc, a utilização do auxílio emergencial para retomada da economia já deu todo seu efeito, portanto, é esperado que a data comemorativa traga bons resultados somente a longo prazo.

"A economia, com um pequeno horário estendido e uma pequena retomada, cria um novo movimento favorável, mas ainda abaixo do que foi o efeito do auxílio. Porém, como as expectativas de médio e longo prazo são boas, não há de surpreender que tanto o comércio quanto a Acisc esperem uma melhoria de vendas no comércio e serviços no mês de agosto em relação ao mês passado", explicou.

Normalmente, as expectativas seriam baseadas em comparativos com as mesmas datas dos anos anteriores, mas em situação atípica da pandemia, a data não poderá ser comparada ao ano passado, quando havia normalidade.

"Mesmo para o Dia das Mães há uma diferença, porque nesse dia existiu o auge da pandemia, uma desinformação e um conflito muito grande, mas mesmo assim havia esperança que de as coisas se resolvessem de maneira mais rápida, então o Dia dos Pais vem em boa hora e os comerciantes esperam algo melhor agora do que no mês de julho", disse Casagrande.  

Comércio em comemoração ao Dia dos Pais (Foto: Weber Sian / ACidade ON)

Aproveitando o momento
Para o economista, o giro de mercadorias deve ser considerado o principal alvo da atividade econômica, já que o crescimento econômico ainda não tinha acontecido de uma maneira convincente.

"O que se espera agora é que os comerciantes privilegiem o giro, ainda mais que com o home office e muitas atividades em bairros, quanto mais acessível for o serviço ou bem produzido para o consumidor, maior a tendência de gasto", disse.

Desta forma, este é o momento certo para que os comerciantes trabalhem em seus negócios para apresentar segurança, facilidade de compra e bom atendimento ao consumidor, que pode ser fidelizado se tiver um resultado positivo de compra.

"Quanto mais a área comercial conseguir demonstrar segurança, vai convencer mais os clientes a, se não gastar no dia ou na semana, com certeza retornar em períodos próximos, porque o convencimento é a imagem e o efeito mercadológico que fica, o grau de segurança e condições de atendimento. Se ela se sente completamente segura nesse espaço, é um efeito importante de demanda também para o presente futuro. É uma oportunidade para demonstrar a qualidade e a coerência", finalizou.

Mais do ACidade ON