Publicidade

economia

Bolsa suspende negociação de ação da Petrobras após saída de presidente

Papeis da empresa desabaram na sexta-feira (17), após anúncio de reajuste nos combustíveis; saída abre espaço para novo nome de Bolsonaro

| ACidadeON/São Carlos -

Edifício sede da Petrobras (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)
O presidente demissionário da Petrobras, José Mauro Coelho, pediu para deixar o cargo na manhã desta segunda-feira (20), em meio à crescente pressão do governo federal. Os papéis da petroleira tiveram negociação suspensa na bolsa após o anúncio.

Indicado pelo governo de Jair Bolsonaro, Coelho tomou posse em 14 de abril e foi demitido em 23 de maio. A saída do cargo abre caminho para que o novo indicado pelo governo, Caio Paes de Andrade, tenha a sua posse acelerada. 

"A nomeação de um presidente interino será examinada pelo Conselho de Administração da Petrobras a partir de agora", informou a estatal em nota à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).
Na sexta (17), após anúncio de reajuste na gasolina e diesel, as ações da petroleira desabaram mais de 7% na B3, o equivalente a R$ 23 bilhões em valor de mercado.

A suspensão das negociações de hoje funciona como uma trava para excessiva perda de valor de papéis em curto espaço de tempo. 
 
Veja também 
Com reajuste, postos de São Carlos têm aumento no preço dos combustíveis  
"Nem vai andar isso aí", diz Mourão sobre CPI da Petrobras 
Governo lança aplicativo para possibilitar compras sem licitação




Publicidade