Aguarde...

Política

CPI: Escolha do Milton Olaio para Covidário não foi da Saúde, diz Crislaine

Gestora afirmou para os vereadores da CPI da Saúde que diversos locais foram estudados para a instalação do centro de atendimento

| ACidadeON/São Carlos

Centro de Triagem do Ginásio Milton Olaio Filho. Foto: CBN São Carlos
A diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Crislaine Mestre, negou ter dado aval para a escolha do Ginásio Milton Olaio Filho como sede do Centro de Triagem, mas confirmou ter feito relatório sobre as condições do prédio. A versão dada pela gestora corrobora a dada pelo secretário Marcos Palermo (Saúde) em depoimento à CPI da Saúde no último dia 27.

A gestora afirmou para os vereadores da CPI da Saúde que diversos locais foram estudados para a instalação do centro de atendimento, entre eles o antigo e atual Centro de Convenções da UFSCar e o próprio ginásio.

"Enquanto Vigilância Sanitária temos a responsabilidade de fazer as inspeções, visitas técnicas para verificar as condições, fazer o relatório com as devidas adequações para que o local seja transformado em um ambulatório", afirma.

A diretora relatou, ainda que ficaram dois locais para a montagem do então planejado "hospital de campanha". O Centro de Convenções da UFSCar e o ginásio. A decisão, então recaiu sobre o prédio público, uma vez que os investimentos a serem realizados ficariam em prol da própria cidade.

Questionada sobre a possibilidade de ser montado covidário na Santa Casa ou no Hospital Universitário, versão dada pelo secretário Marcos Palermo (Saúde), Crislaine explicou que as alternativas ficaram de fora por negativa das duas instituições por falta de espaço e infraestrutura adequada.

"Na verdade, pensando em disponibilizar leitos para pacientes, nada melhor do que um ambiente hospitalar. A questão era montar uma estrutura que pudesse ser ampliada no caso da necessidade de ampliar leitos", esclarece.

Os vereadores também indagaram a diretora sobre quem recairia a decisão de montar o hospital de campanha no Milton Olaio. "Não foi decisão da Secretaria da Saúde a escolha do prédio".

"Essa gestão (da escolha) sempre foi compartilhada entre várias secretarias. Teve a de Obras, Governo, entre várias", disse.

Especificamente sobre o poder de decisão da Secretaria de Esportes, Crislaine rebateu dizendo que como o ginásio é de responsabilidade da outra pasta, havia a necessidade de autorização para uso do espaço.

A CPI da Saúde segue na Câmara Municipal de São Carlos, com transmissão ao vivo do ACidade ON.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON