Publicidade

politica

Vereador acusa secretária de Educação de paralisar obras em escola por 'picuinha'

Djalma Nery (PSOL) e Roselei Françoso (MDB) criticaram gestão de Wanda Hoffman e exigiram respeito com o Legislativo; veja vídeos

| ACidadeON/São Carlos -

Djalma Nery (PSOL) acusou secretária de assediar professores e servidores da Educação.
 

Alguns vereadores de São Carlos (SP) mostraram insatisfação com o trabalho que vem sendo realizado pela secretária municipal de Educação, Wanda Hoffman. 

De acordo com Djalma Nery (PSOL), ela teria suspendido as obras de adequação na escola Marli de Fátima Alves, no Jardim Santa Maria II, após ele realizar uma visita na unidade e conversar com professores e servidores sobre as condições da CEMEI. 

Por conta disso, ainda segundo o vereador, a secretária teria dito publicamente que "iria paralisar as obras porque o vereador disse que iria resolver o problema". "Ela mandou uma mensagem em um grupo público, no grupo do conselho, dizendo assim: eu suspendi as reformas na sua escola, falando com uma professora, porque, afinal de contas, o vereador agora vai destinar emenda parlamentar para isso. Logo, eu não preciso me preocupar com isso". 

"Olha o nível de infantilismo, de babaquice dessa pessoa, que, além de incompetente, não tem condições emocionais de trabalhar. Dá para acreditar num negócio desse? ", questionou Djalma Nery, que pediu a saída de Wanda Hoffman da pasta. 

Além disso, o psolista explicou não ter dito que iria resolver o problema e afirmou que a secretária teria interpretado de maneira equivocada uma publicação que ele fez nas redes sociais após a visita nesta escola municipal. "A senhora quer esconder sua falta de competência, sua falta de gestão, atrás de uma picuinha. A senhora quer me censurar, está assediando moralmente as servidoras da educação, que agora não podem procurar um vereador, não podem receber um vereador que pediu para ir lá fiscalizar", afirmou.  


Apoiando a atitude do colega de fiscalizar as condições das escolas municipais, o presidente da Câmara Municipal, Roselei Françoso (MDB), subiu o tom durante a sessão de terça-feira (14) para pedir respeito com o trabalho dos vereadores. "Se a senhora está acostumada a administrar a universidade federal, onde jamais recebeu um deputado naquela instituição honrosa da nossa cidade, aqui a senhora vai receber os vereadores nas escolas". 
 
"Vai receber os vereadores nas escolas e respeitar o mandato de cada vereador", enfatizou Françoso.  
 

Outro lado 

Questionada sobre a paralisação das obras na CEMEI Marli de Fátima Alvez, a Secretaria Municipal de Educação (SME), em nota, informou que o processo licitatório para reforma da referida unidade ainda será aberto. No entanto, não se manifestou sobre a acusação feita pelo vereador Djalma Nery.
 
Além disso, ressaltou que a "SME não está medindo esforços para dar continuidade à manutenção de todas as unidades escolares da rede municipal de ensino. As demandas são grandes, os desafios são muitos, mas o governo municipal vai continuar trabalhando na melhoria de todas as escolas".

 
Leia mais:  
 
 

Mais notícias


Publicidade