Aguarde...

Esse ano votaremos nos

Eleições

Servidores candidatos custam R$ 343 mil à Prefeitura de São Carlos

Para disputar as eleições, 39 funcionários públicos precisaram se afastar por 3 meses. Lei prevê que salários devem continuar sendo pagos no período; confira

| ACidadeON/São Carlos

Prefeitura de São Carlos. Foto: Divulgação
 

Os 39 servidores da Prefeitura de São Carlos que estão concorrendo a algum cargo nas eleições municipais custam cerca de 343 mil aos cofres públicos. Por conta do período de campanha eleitoral, eles precisam se afastar de suas funções por três meses, mas continuam recebendo salário no período.  

De acordo com dados obtidos através do Portal da Transparência, os salários destes servidores variam de R$ 1.300,49 a R$ 11.558,72.  

Com 17 candidatos, sendo 11 professores, a Secretaria Municipal de Educação é que tem o maior número de postulantes nas eleições.  

Em seguida, vem a pasta da Saúde com 8 candidatos (médicos, dentista, técnico de enfermagem, auxiliar de enfermagem, auxiliar de saúde bucal, agente comunitário de saúde).  

Também solicitaram afastamento servidores do Departamento de Apoio a Economia Solidária, Departamento de Políticas para Infância e Juventude, Departamento de Planejamento Territorial, Seção de Serviços Especializados em Segurança e Medicina do Trabalho, Procuradoria Geral do Município e da Casa de Conselhos.  

Durante esse período de três meses, no entanto, os servidores não recebem o vale-refeição.  

A LEI

Os funcionários públicos são obrigados pela Lei Federal Complementar 64/90 a deixarem os cargos que ocupam para concorrer às eleições.  

A lei da desincompatibilização tem o objetivo de garantir que os servidores candidatos não tenham vantagens e evitem que usem da própria Administração pública em benefício pessoal.


Mais do ACidade ON