18 de abril de 2024
- Publicidade -
No pé do café

No Pé do Café: Saiba o que é gigolar na agricultura e veja como fazer

Gigolagem pode ser uma alternativa muito útil para cafeicultores que querem aproveitar o máximo possível de suas lavouras

Um momento difícil para o cafeicultor é a hora de dispensar uma lavoura de café que não vem dando tantos frutos, por medo dela não ter rendido tudo o que ela podia render. Por conta disso, o ato de gigolar auxilia justamente nesse problema, aproveitando o resto da lavoura antes que seja efetivamente necessário dispensá-la. 

Existem algumas lavouras que podem ser gigoladas por até cinco anos, dependendo de como está a aparência da plantação; se ela estiver com muitas folhas, pode render esse tempo máximo, porém, se ela estiver menos vistosa e com menos folhas em sua planta, pode render de um a dois anos. 

No “No Pé do Café” (EPTV), o engenheiro agrônomo Gustavo Rennó explica tudo sobre o termo gigolar e como ele é utilizado no meio da agricultura cafeeira. Confira no vídeo abaixo: 

QUAIS AS VANTAGENS DE SE GIGOLAR UMA LAVOURA? 

Em uma lavoura que irá ser gigolada, é possível se economizar até 40% do valor de produção normal, exemplo: em uma lavoura que tem seu custo em R$ 20 mil por hectare, é possível cortar gastos com insumos, mão de obra e maquinário economizando até R$ 8 mil por hectare. 

Até mesmo fazendas de grande porte utilizam essa técnica para lucrar ainda mais com lavouras gigoladas, tendo, nessas plantações, suas lavouras mais lucrativas, por conta da economia com gastos que não são mais necessários.  

 

 

- Publicidade -

VEJA TAMBÉM 

No Pé do Café: saiba como aumentar a produtividade da sua lavoura

No Pé do Café: saiba tudo sobre pulverização

 

- Publicidade -

O QUE FAZER QUANDO TOMAR A DECISÃO DE GIGOLAR UMA LAVOURA? 

Caso a decisão de gigolar uma lavoura tenha sido tomada, é necessário se atentar em alguns pontos, como: 

– Ainda é necessário realizar a análise do solo regularmente, fazer o tratamento de calcário, manter as foliais na plantação até três vezes e manter as pulverizações para controle de ferrugem;
– Pode-se cortar a segunda adubação do ciclo de três adubações, ou realizar as três, mas em quantidades menores;
– Também é necessário manter a aplicação de boro na lavoura, caso a análise de solo encontre déficit. 

O QUE NÃO FAZER QUANDO TOMAR A DECISÃO DE GIGOLAR UMA LAVOURA? 

Não é mais necessário fazer os seguintes pontos:
– Regulagem de desbrota e se preocupar com a arquitetura da planta;
– Adubar a planta com fontes de fósforo e magnésio. 

O ÚLTIMO ANO DE GIGOLAGEM
No último ano de gigolagem, a tranquilidade em relação a lavoura é ainda maior, já que não precisa pulverizar, nem adubar mais a plantação. Também não há a necessidade de controlar a ferrugem. 

O objetivo desse último ano é fazer com que a lavoura renda o máximo de frutos possível, podendo fazer qualquer processo para que essa meta seja alcançada. 

VEJA MAIS 

Quando estreia a última temporada de “Stranger Things”?

- Publicidade -
plugins premium WordPress