18 de abril de 2024
- Publicidade -
Tudo Saúde

Como diminunir os efeitos da ressaca?

Se você exagerar no consumo de bebidas alcoólicas, veja 10 dicas do que fazer para melhorar os sintomas da ressaca

Para evitar a ressaca, o ideal é beber com moderação (Foto: Pixabay)

Estudos apontam que cerca de 70% a 80% das pessoas costumam ter ressaca depois de ingerir bebidas alcoólicas em excesso. A gravidade e a duração dela variam, mas os principais sintomas são:

  • Dor de cabeça
  • Fadiga
  • Náusea
  • Sensibilidade à luz e ao som
  • Tontura
  • Sede

De acordo com a médica Carla Roballo Bertelli, clínica geral e coordenadora do Pronto Socorro do Vera Cruz Hospital, a ressaca ocorre devido a vários fatores.

“Desidratação, irritação do sistema digestivo e interrupção do sono são alguns dos efeitos que culminam na ressaca. Mas cada pessoa pode ter uma experiência diferente, variando conforme o nível de gravidade, tolerância individual, quantidade ingerida e da frequência do consumo”, explica a médica.

LEIA MAIS

O que causa a paralisia de Bell? Fernanda Gentil revela doença

Epidermólise Bolhosa: o que é essa doença da influenciadora Dai Cruz?

- Publicidade -

Como dimunir os efeitos da ressaca?

A ressaca pode ser evitada ou minimizada seguindo 10 dicas simples:

  1. Beba com moderação: consumir bebida alcoólica em pouca quantidade reduz o risco de ressaca;
  2. Alterne a bebida alcoólica com água: beber água entre as bebidas alcoólicas pode ajudar a manter a hidratação e reduzir os efeitos;
  3. Coma antes de beber: estar bem alimentado pode ajudar a reduzir a absorção de álcool pelo organismo;
  4. Escolha bebidas menos calóricas, não ingeridas em grandes quantidades: destiladas como vodka, gin e tequila geralmente causam menos ressaca do que bebidas fermentadas, como vinho e cerveja;
  5. Evite bebidas com grande quantidade de açúcar: bebidas açucaradas podem aumentar a desidratação e intensificar a ressaca;
  6. Descanse: dormir o suficiente antes e depois de beber pode ajudar o corpo a se recuperar.
  7. Procure atendimento médico: quando os sintomas persistirem, mesmo após a ingestão de bastante líquido;
  8. Evite o consumo de paracetamol: o acetaminofeno pode causar danos ao fígado quando combinado com álcool;
  9. Evite fumar: o tabagismo pode piorar os efeitos da ressaca.
  10. Se tiver frequentes ressacas graves, consulte um especialista: pode ser útil falar com um médico para investigar possíveis problemas de saúde subjacentes.

Lembre-se: a melhor maneira de fugir da ressaca é beber com moderação ou evitar o consumo de álcool.

LEIA TAMBÉM

Cartilha de Desenvolvimento auxilia na identificação de atrasos na infância

- Publicidade -
Marcos André Andrade
Marcos André Andrade é formado em jornalismo pela Unesp e pós-graduado em Gestão da Comunicação em Mídias Digitais pelo Senac. No Grupo EP desde 2022, é editor do Tudo EP e foi repórter do acidade on Campinas. Tem passagens pela Band Campinas, Rádio Bandeirantes de Campinas e Rádio Band News de Campinas, onde desempenhou as funções de âncora, editor, produtor e repórter.
- Publicidade -
plugins premium WordPress