18 de abril de 2024
- Publicidade -
Tudo Saúde

Cartilha de Desenvolvimento auxilia na identificação de atrasos na infância

Elaborada nos Estados Unidos, cartilha ganhou tradução e passará a ser distribuída no Brasil; confira os detalhes

menino cabisbaixo
A identificação precoce de sinais de atraso ajuda a tomar ações mais cedo (Foto: Freepik)

A “Cartilha de Desenvolvimento – 2 meses a 5 anos” será lançada pela SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria), em conjunto a SPP (Sociedade Paraibana de Pediatria), nesta segunda-feira (26), para profissionais de todo Brasil que forem filiados à entidade. O conteúdo foi produzido pela CDC (Centers of Disease Control and Prevention), dos Estados Unidos, e contou com a tradução de pediatria da SBP.

Em entrevista à Agência Brasil, Liubiana Arantes de Araújo, a presidente do Departamento Científico de Desenvolvimento e Comportamento da SBP, disse que a cartilha busca orientar equipes de saúde e de educação, pais e outras pessoas em contato com crianças, sobre os marcos de desenvolvimento esperado a cada idade. Assim, facilita a detecção de atrasos do neurodesenvolvimento e pode antecipar ações de cuidado.

LEIA MAIS

Por que o calor piora as crises de enxaqueca?

Como ser feliz na maturidade?

Conscientização

As crianças com atrasos ou com algum risco necessitam de intervenção, foi o que destacou Liubiana, mas, mesmo com suspeitas, alguns pais e/ou responsáveis não tem certeza pois não sabem o que esperar de cada idade, e a cartilha vem para mudar isso. É como se o texto começasse a levantar perguntas “E, se o meu filho não adquiriu aquela habilidade, o que está acontecendo? Se é um atraso realmente, eu tenho que procurar ajuda, porque eu tenho um guia certo, com referências científicas, baseado em estudos, em pesquisas publicadas, resultante da avaliação de muitas crianças sobre o que, realmente, elas têm que alcançar em cada idade.”, disse ela.

- Publicidade -

Além desse público, há os pediatras do país, a ideia é servir à conscientização deles, informou a médica, para que assim possam compreender o desenvolvimento das crianças, saibam fazer avaliação, orientem os pais nos casos em que forem identificados atrasos.

Material e disponibilização

As 28 páginas da publicação são recortadas em 12 partes que representam as faixas etárias da seguinte forma:

  • 2 meses
  • 4 meses
  • 6 meses
  • 9 meses
  • 12 meses
  • 15 meses
  • 18 meses
  • 2 anos
  • 2 anos e 6 meses
  • 3 anos
  • 4 anos
  • 5 anos

A didática do instrumento consiste na descrição das ações esperadas em cada uma dessas faixas acompanhada de um questionário onde os pais podem marcar se a criança já realizou ou não aquela ação e possa levar na consulta ao pediatra para receber orientações.

Durante as próximas semanas, o documento estará disponível no site da SBP, possibilitando a consulta por parte de todo o país, para a garantia de informações seguras.

- Publicidade -

*Com informações de Agência Brasil

**Sob supervisão de Larissa Morais

LEIA TAMBÉM

Divulgação de lista de espera do SUS passará a ser obrigatória

Janaína Boaventura
Estagiária no Tudo EP e a A Cidade ON, é graduanda em Estudos Literários pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Adentrou no Grupo EP em 2024 e atua nos conteúdos digitais, enfaticamente com a parte textual.
- Publicidade -
plugins premium WordPress