16 de julho de 2024
- Publicidade -
Tudo Saúde

O que é eutanásia?

Carolina Arruda Leite, portadora de neuralgia do trigêmeo bilateral, abriu uma vaquinha para cobrir sua ida à Suíça para poder se submeter a uma eutanásia

Carolina Arruda Leite, portadora de neuralgia do trigêmeo bilateral, abriu uma vaquinha para cobrir sua ida à Suíça para poder se submeter a uma eutanásia. (Foto: Freepik)

O caso de Carolina Arruda Leite viralizou recentemente nas redes sociais. A garota do Centro-Oeste de Minas possui neuralgia do trigêmeo bilateral, doença que atinge o nervo trigêmeo e causa sensibilidade extrema na face. Por isso, ela organiza uma vaquinha online para pagar sua ida à Suíça, onde pretende realizar uma eutanásia.

O que é eutanásia?

A eutanásia é uma opção de tratamento para doenças incuráveis, realizando uma morte “humanizada” e menos dolorosa. O procedimento tem a intenção de encerrar a vida de pacientes em situação de sofrimento extremo e sem cura.

Além do mais, existe outra versão do procedimento chamada de ortotanásia, que se baseia no médico responsável por pacientes em níveis terminais que não se envolvem mais no tratamento. Ou seja, o paciente segue o curso natural da morte sem se submeter a nenhum outro tipo de tratamento.

LEIA TAMBÉM

Onde é feriado em 9 de julho?

O que é neuralgia do trigêmeo?

Eutanásia é proibida no Brasil?

Sim. A eutanásia é proibida no Brasil, porém, não existe uma ordem jurídica que classifique o procedimento como um ato criminoso. O tratamento é apenas enquadrado no Código Penal Brasileiro como “homicídio simples, qualificado ou auxílio ao suicídio”.

No entanto, caso algum profissional da saúde exerça o ato, o mesmo poderá ser condenado à pena de 6 a 20 anos de reclusão.

- Publicidade -

O que é neuralgia do trigêmeo?

neuralgia do trigêmeo é uma doença ocasionada por uma disfunção neurológica, quando há um mau funcionamento do nervo do rosto. Como ele tem ligação com o cérebro, as dores causadas pela condição são intensas e podem se assemelhar a choques e pontadas na face. A doença se mostra mais comum a partir dos 50 anos, diferente do caso de Carolina, diagnosticada aos 16 anos, e que desde então convive com a condição.


Os sintomas são dores locais no rosto, formigamento, queimação e hipersensibilidade. Também é comum ter dor de dente, dormência no rosto e espasmos musculares.

- Publicidade -

LEIA MAIS

Qual o risco de engravidar depois dos 40 anos?

Compartilhe:
Avatar
Estagiária no Tudo EP e a A Cidade ON, é graduanda em Produção Audiovisual pela ESAMC. Adentrou no Grupo EP em 2023 e atua nos conteúdos digitais, enfaticamente com a parte textual.
- Publicidade -
plugins premium WordPress