Aguarde...

A Locomotiva segue uma rota no nacional, mas outra no estadual

Em caso de eliminação na Série, D, a Copa Paulista pode se tornar a competição principal

| ACidadeON/Araraquara

 

Fonte Luminosa  (foto Arquivo: Amanda Rocha)

Com a classificação em dia, a Ferroviária já começa a pensar na próxima fase do Brasileirão da Série D. Com dois jogos restantes, a Locomotiva inicia sua análise e foca seus esforços em seu adversário na próxima fase, que será o quarto colocado do grupo A8 se a liderança grená se mantiver.  

Além disso, a equipe grená chega ao seu quarto campeão da Série A2 com o São Caetano em seu elenco, Emerson Santos.  

O volante que soma passagens pelo Azulão, pelo Aimoré e pelo Santa Cruz, foi um dos pilares na conquista do paulista da A2, o jogador atuou nas seis partidas do mata-mata da segunda divisão paulista. Com foco e inspiração, Emerson projetou "um elenco muito bom" e idealizou um "acesso à Série C".  

 Vencendo o Cascavel pelo torneio brasileiro, a equipe grená viu a liderança ser mantida após seu estilo de jogo, mantenedor de ataques verticais, de ligações diretas e de contra-ataques rápidos dar certo contra um time que, propôs o jogo e permitiu a Ferroviária imprimir as táticas de Paulo Roberto.  

Contando com a estreia de Fernandinho, boa partida de Anderson Rosa e o antigo faro de gol de Tiago Marques, a AFE não dominou a posse de bola, não foi superior com relação às finalizações, mas superou a equipe paranaense no placar, que ainda continua na briga pela classificação. O chaveamento do Campeonato Brasileiro fornecerá para a Locomotiva, um adversário do último grupo da Série D, a octa-formação A8. 

Com um grande rol de times fortes no grupo A8, a Locomotiva não terá vida fácil na próxima fase. Adversários como Marcílio Dias, Pelotas, Caxias, São Luiz e Joinville podem cruzar o caminho grená.  

A diferença entre os quatro times na tabela é de quatro posições (2º ao 6º) e de apenas dois pontos, mostrando a nivelação entre os sulistas presente no último agrupamento da Série D.  

A Locomotiva pode ter dificuldades, mas com uma pequena invencibilidade de 3 jogos no torneio brasileiro, a Locomotiva se vê embalada para a sequência competidora, que somada à Copa Paulista, chega em sete jogos.
  

Alternando os focos e mudando as lentes, a Locomotiva vê seu caminho na rota paulista com obstáculos. Com um elenco experiente, força defensiva e cautela na criação, a equipe grená vem se atrapalhando na campanha: com uma vitória e três empates, a liderança ainda é afeana, porém, o futebol não empolga. 

Com os destaques defensivos de Fabão, Maurício, Tom e Ednei, os comandados de Márcio Griggio sentem dificuldades ofensivas: nem Marcos Paulo, sequer Pedro Maranhão foram responsáveis pelos míseros três gols afeanos na competição. 

Analisando friamente a competição, a Locomotiva pode enfrentar problemas em uma eventual segunda fase, ainda mais tendo adversários como XV de Piracicaba, Portuguesa, Portuguesa Santista e Botafogo (B) líderes dos demais grupos da competição.  

A Copa Paulista, que surgiu como competição com importância reduzida e com uma "facilidade" por parte dos torcedores, pode se tornar a competição principal, em caso de eliminação na Série D, e pode fornecer dificuldades para os torcedores.


Mais do ACidade ON