Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Prefeitura começa a corrigir problemas estruturais do Teatro Municipal

Equipamento hidráulico é usado para suspender estrutura que cedeu e provocou interdição do espaço

| ACidadeON/Araraquara

 
A Prefeitura de Araraquara segue tentando, com recursos próprios, colocar novamente o Teatro Municipal para funcionar. Interditado desde o começo do ano passado por oferecer riscos aos frequentadores em virtude de problemas estruturais, o local passa por uma lenta reforma que já dura alguns meses. A maior parte do trabalho é feita por funcionários do próprio município.

Essa semana quem passou diante do prédio, na Fonte Luminosa, notou que a fachada está bem diferente de antes. Boa parte da vidraça, que circunda o espaço, precisou ser retirada para que uma empresa especializada pudesse fazer o reforço nas fundações.

Esse trabalho é um dos mais delicados e importantes também. Foi ao detectar que o piso do Teatro estava cedendo é que a Prefeitura decidiu por fechar o local. Algumas vidraças chegaram a quebrar por causa do deslocamento do solo.

"Houve uma infiltração de água que veio da calçada do Teatro e entrou na fundação. Foi isso que provocou esse afundamento que agora nós estamos tentando corrigir", disse o secretário de Obras João Bernal.

A pedido do município, uma empresa de São Paulo emprestou um equipamento parecido com um macaco hidráulico para suspender os alicerces do Teatro e conseguir, com isso, nivelar novamente o piso.

"O reforço é com estaca de reação. O operador entra, coloca um macaco embaixo do baldrame, aplica carga, a fundação volta ao lugar, os vidros sobem e encostam no teto" detalha Bernal.

Serão instaladas peças de concreto em pelo menos dez pontos no entorno do Teatro. Só depois é que os vidros serão recolocados.

O município deve economizar pelo menos R$ 15 mil com o empréstimo do equipamento. A Secretaria de Obras também já usou funcionários públicos para a retirada do revestimento de madeira da parte interna do Teatro, dos carpetes, poltronas entre outras obras pequenas.

A Secretaria de Cultura é responsável pela aquisição de outros equipamentos necessários para a reabertura como o sistema de ar-condicionado, novas cortinas, revestimento acústico, entre outros. Embora sem determinar uma data exata, a secretária da pasta, Teresa Telarolli tem esperança de que até o final do ano a obra esteja concluída.

"Seria prematuro determinar uma data exata porque estamos falando de uma obra que não depende só da gente, mas também do material humano envolvido e de diversos outros fatores", disse ela.  

Na parte interna do Teatro Municipal uma das grandes mudanças será nas paredes do auditório. O clássico revestimento de madeira, que além de embelezar o espaço também ajudava na acústica não será mais utilizado por motivos de segurança.  

"Aquele lambril é inflamável então utilizaremos um material mais moderno, projetado para manter as características acústicas desse teatro que sempre foram muito boas  e também a segurança", conta Teresa Telarolli.  

Valas foram escavadas nas laterais do prédio para que seja feito o reforço na fundação


Veja também