Aguarde...

cotidiano

Eulália Apparecida Schiavon morre aos 93 anos em Araraquara

Dona Eulália, como era conhecida, foi professora de educação física por 33 anos

| ACidadeON/Araraquara

Eulália Apparecida Schiavon morreu aos 93 anos em Araraquara. (Foto: Divulgação)

Eulália Apparecida Schiavon morreu em Araraquara nesta quinta-feira (7). Nascida em 12 de fevereiro de 1926, "Dona Eulália" - como era carinhosamente chamada -, tinha 93 anos e considerada referência cultural e esportiva para a cidade. Também era uma das mais ilustres torcedoras da Ferroviária.  

Formada em Educação Física pela USP, Eulália foi professora durante 33 anos, lecionando em Matão e depois em Araraquara, no ginásio São Bento e na Escola Estadual Bento de Abreu (EEBA). A paixão pelo esporte ultrapassava os limites do conhecimento transmitido a seus alunos em sala de aula    



E como sempre esteve à frente de seu tempo, foi além: participou como assistente nas Olimpíadas do México, em 1968, Alemanha (1972), Canadá (1976) e Rússia (1980). A partir daí, dizia que passou a acompanhar as Olimpíadas da televisão.

Terá sempre seu nome ligado aos principais eventos esportivos de Araraquara. Foi uma das criadoras da Festa da Ginástica, em 1951, e mais tarde, em 1962, os Jogos da Primavera, que realizados até hoje.

Em 2006, por causa de sua contribuição junto ao esporte e preservação do patrimônio cultural e histórico, foi homenageada na Câmara Municipal ao receber o diploma de "Honra ao Mérito".  Veja o vídeo aqui

Sua morte foi lamentada pela diretoria da Ferroviária, que emitiu um comunicado e também pelo prefeito de Araraquara Edinho Silva (PT).  

O sepultamento de Eulália Schiavon foi realizado na tarde desta sexta-feira (8), do velório municipal para o cemitério São Bento.

Mais do ACidade ON