Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Criança nasce dentro de viatura do Corpo de Bombeiros

Bombeiros se emocionam ao realizar o parto dentro da Unidade de Resgate

| ACidadeON/Araraquara

Criança nasce dentro de viatura do Corpo de Bombeiros (Amanda Rocha - A Cidade ON)
"Esse tipo de situação causa adrenalina e uma grande emoção. Afinal, é uma vida que está vindo ao mundo e nós ficamos empolgados", conta o soldado do Corpo de Bombeiros, Luiz Henrique da Conceição Faiz.  

Esse mix de emoções sentidas por ele também é compartilhado por outros dois bombeiros da equipe, que juntos, permitiram um dos maiores milagres: o da vida.  

Passava das 16 horas quando o telefone do Corpo de Bombeiros tocou. Uma gestante de 31 anos sentia dores e precisava ser levada ao hospital com urgência. Uma equipe seguiu até o bairro Victório De Santi.  

"Chegando lá atendemos uma gestante com fortes contrações. Nós colocamos ela na viatura e, quando passávamos na avenida Padre José de Anchieta, ela entrou em trabalho de parto. Paramos a viatura e realizamos o atendimento. A criança nasceu dentro da unidade de resgate e na sequência, mãe e filho foram trazidos para a Maternidade Gosta de Leite de Araraquara", explica o soldado.   

Criança nasce dentro de viatura do Corpo de Bombeiros
O pequeno Moisés, que veio ao mundo com 45 centímetros e pouco mais de 2,3 kg, chegou emocionando todos que auxiliaram no parto. "É muito comovente, principalmente porque essa é a primeira vez que isso ocorre comigo. Não tenho nem o que falar, auxiliar um parto é simplesmente emocionante", afirma a soldado Bruna Maria da Cruz. 

A alegria de trazer uma criança ao mundo emocionou até mesmo quem acabou de chegar a cidade, como é o caso do sargento Evandro Luis Baptistella, que logo em sua segunda ocorrência em Araraquara, viveu uma experiência diferente e inesquecível. "Participar desse parto foi uma emoção muito grande. Espero passar por isso mais vezes e ajudar mais pessoas, junto a corporação do Corpo de Bombeiros", ressalta.  

Para o soldado Henrique, a parte do resgate permite que você atenda os dois extremos do ciclo da vida, podendo atender pela manhã um óbito e a tarde trazer uma criança para a vida. "Somos uma ferramenta para auxiliar a quem precisar", finaliza.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook