Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Mato alto e lixo em terreno de Araraquara preocupa moradores do bairro Valle Verde

Em meio a uma epidemia de dengue, eles temem que o local vire criadouro do mosquito Aedes aegypti

| ACidadeON/Araraquara

Em meio a epidemia de dengue, terreno no Valle Verde preocupa moradores. (Foto: Arquivo Pessoal)
 

Moradores de Araraquara estão preocupados com o mato alto e o lixo em um terreno do bairro Valle Verde. A cidade vive uma epidemia de dengue com mais de 6 mil casos registrados e o local pode virar um criadouro do mosquito Aedes aegypti, vetor de doenças como dengue, febre amarela, chikungunya e zika vírus.

A prefeitura informou que o Setor de Fiscalização de Posturas irá verificar se os terrenos são particulares ou do município. Se for particular, um fiscal vai até o local para verificar se é necessário autuar o proprietário, caso seja do município irá entrar no cronograma de limpeza da cidade.  

Preocupação
Há meses os moradores do bairro estão convivendo com o problema. O mato está crescendo cada vez mais e o lixo está acumulando, o que deixa a população mais preocupada, já que a cidade vive uma epidemia de dengue.

A aposentada Sônia Maria Pietrangelo disse que o local atrai animais peçonhentos e tem medo que o terreno vire um criadouro para o Aedes aegypti.

"Essa situação atrapalha em tudo, está com mau cheiro e temos medo que alguém se esconda no mato para roubar. Há três meses eu falei com um vereador que enviou o caso para a prefeitura, mas até agora eles não se pronunciaram. Não é um problema só da prefeitura, os moradores também tem porque jogam lixo aqui", disse a aposentada.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook