Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Prefeitura retira 36 toneladas de entulho de casa abandonada

Local é utilizado por usuários de drogas à noite e acabou se transformando em um depósito de lixo

| ACidadeON/Araraquara

Casa abandonada estava cheia de lixo no Jardim Brasil (Foto: Fernanda Manécolo)
A Prefeitura está retirando entulho de uma casa abandonada na Avenida Espirito Santo esquina com a Rua Mato Grosso, no bairro Jardim Brasil, Zona Leste de Araraquara. Calcula-se que três caminhões carregados com inservíveis sejam retirados do local, o que soma 36 toneladas.  

O prefeito Edinho Silva (PT), que acompanhou o trabalho, reforça que as equipes chegaram até o local através de denúncias da população. "Essa cooperação é fundamental para o nosso trabalho neste combate a dengue", diz ele.  

A casa está abandonada, mas o local é utilizado por usuários de drogas à noite e acabou se transformando também em um depósito de lixo. Agora, a Prefeitura busca a inscrição do imóvel para multar o proprietário.  

Edinho ressalta que nos últimos meses a Prefeitura tem recolhido constantemente lixo de casas abandonadas. Nesta semana, um terreno no Jardim Maria Luiza, por exemplo, foi limpo pela segunda vez em menos de 10 dias. "É muito complicado, porque Prefeitura limpa e depois de alguns dias, está tudo sujo novamente", diz ele.  
 
 
Denúncias de imóveis abandonados podem ser realizadas pelo telefone da Ouvidoria da Vigilância Epidemiológica, pelo 0800 774 0440, ou por meio do WhatsApp da Prefeitura, no (16) 99760-1190. Moradores que não permanecem em casa para receber as equipes podem agendar uma visita pelo telefone da ouvidoria.

Segundo o último Boletim da Vigilância Epidemiológica, Araraquara tem 7.493 casos confirmados de dengue em 2019. O crescimento da semana passada para agora equivale ao número de fichas digitalizadas no mutirão que vem sendo realizado pelos agentes para agilizar as notificações.

Ainda de acordo com a Vigilância, os números contabilizados até agora podem indicar a desaceleração da transmissão da doença no município: foram contabilizados 2.774 casos em janeiro, 3.874 em fevereiro, quando houve o pico de transmissão, e 1.341 casos de março até o momento.


Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook