Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Araraquara realiza Feira de Cultura Indígena no CEAR

Objetivo é dar visibilidade as comunidades indígenas, promovendo conhecimento a favor dos seus direitos

| ACidadeON/Araraquara

Araraquara realiza entre os dias 14 e 15 de junho a primeira Feira de Cultura Indígena, no Centro de Eventos de Araraquara e Região (Cear).   

O evento é gratuito e promovido pela Fundação Araporã, Grupo de Estudos Educação e Relações Etnicorraciais na Temática Indígena (Geereri), Programa "Índios na Cidade" da ONG Opção Brasil e conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Araraquara. 

A Feira irá trazer participantes das etnias Tupi (Peruíbe/SP - Aldeia Indígena Bananal/Tekoá Pakowaty), Pataxó (Aldeia Imbiriba Porto Seguro/BA), Pataxó (originária de Barra Velha/BA, Kaingangs) e Terena (Aldeia Ekeruá, Aldeia Porto Real do Colégio Kariri Xocó Alagoas, Krenak, Guarani, Pankararu).

 O objetivo desse encontro é dar visibilidade aos povos indígenas que vivem no contexto urbano das cidades brasileiras, observando suas demandas, trabalhando em sua autonomia e fazendo com que a sociedade reconheça o indígena. 

Atividades
No primeiro dia as atividades serão realizadas das 9 h às 20 horas e no sábado a programação segue das 9 h às 18 h dialogando com a tradição indígena de forma permanente e ampla, mostrando também o resultado dos trabalhos de cada povo. 

Araraquara realiza Feira de Cultura Indígena no CEAR
Araraquara realiza entre os dias 14 e 15 de junho a primeira Feira de Cultura Indígena, no Centro de Eventos de Araraquara e Região (Cear).

O evento é gratuito e promovido pela Fundação Araporã, Grupo de Estudos Educação e Relações Etnicorraciais na Temática Indígena (Geereri), Programa "Índios na Cidade" da ONG Opção Brasil e conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Araraquara.

A Feira irá trazer participantes das etnias Tupi (Peruíbe/SP - Aldeia Indígena Bananal/Tekoá Pakowaty), Pataxó (Aldeia Imbiriba Porto Seguro/BA), Pataxó (originária de Barra Velha/BA, Kaingangs) e Terena (Aldeia Ekeruá, Aldeia Porto Real do Colégio Kariri Xocó Alagoas, Krenak, Guarani, Pankararu).

O objetivo desse encontro é dar visibilidade aos povos indígenas que vivem no contexto urbano das cidades brasileiras, observando suas demandas, trabalhando em sua autonomia e fazendo com que a sociedade reconheça o indígena.

Atividades
No primeiro dia as atividades serão realizadas das 9 h às 20 horas e no sábado a programação segue das 9 h às 18 h dialogando com a tradição indígena de forma permanente e ampla, mostrando também o resultado dos trabalhos de cada povo.   

Araraquara realiza Feira de Cultura Indígena no CEAR

Debates e livros - Três mesas redondas compõem a programação e estão com inscrições abertas aos interessados. São elas: "Povos Indígenas, Preservação Ambiental e Desenvolvimento Sustentável: perspectivas atuais frente aos retrocessos e à violação de direitos" - sexta às 10 horas, "Povos Indígenas e os Direitos Humanos" - sexta, às 18 horas) e "A Realidade Indígena Ontem e Hoje: história, tradição e realidade humana" - sábado às 16h30. 

A Feira contará com o lançamento de dois livros - "Direitos Indígenas e Direitos Humanos - direito à multiplicidade ontológica na resistência Tupinambá", do Dr. Juiz de Direito André Augusto Salvador Bezerra, e a reedição de uma das obras de Luiz Bueno Horta Barbosa - "Povos indígenas e Direitos Humanos: direito à multiplicidade ontológica na resistência Tupinambá".   

Outras atividades Nos dois dias de Feira, a partir das 9 horas, haverá comercialização de artesanato indígena. A abertura na sexta contará com um ritual indígena multiétnico (canto e dança), às 9h15, seguida pela mesa de abertura da exposição fotográfica "Os primeiros nomes", apresentando aves silvestres e sua relação com a cultura indígena, numa produção do DAAE. 

Programação I Feira de Cultura Indígena de Araraquara:
14/06 Sexta-feira

9h: Início da comercialização do artesanato + Estande e exposição fotográfica "Os Primeiros Nomes" - as aves silvestres e sua relação com a cultura indígena (Daae)
9h15: Abertura de Feira: Ritual Indígena multiétnico (canto e dança)
9h30: Mesa oficial de abertura
10h: Mesa-redonda "Povos Indígenas, Preservação Ambiental e Desenvolvimento Sustentável: perspectivas atuais frente aos retrocessos e à violação de direitos"
10h: Oficinas (apenas para os alunos das escolas na sexta)
14h: Oficinas (apenas parar os alunos das escolas na sexta)
18h: Mesa-redonda "Povos Indígenas e os Direitos Humanos"
- Lançamento do Livro: "Povos Indígenas e os Direitos Humanos: direito à multiplicidade ontológica na resistência Tupinambá"
20h: Encerramento: canto e dança final

15/06 Sábado
9h: Início da comercialização do artesanato + Estande e exposição fotográfica "Os Primeiros Nomes" - as aves silvestres e sua relação com a cultura indígena (Daae)
9h30: Abertura do segundo dia com canto e danças indígenas
10h: Oficinas (aberta para o público, requer inscrição e taxa de 15,00)
Sala 1 - Grafismo Corporal: 50 vagas
Tamikuã Pataxó (PATAXÓ originária de Barra Velha Bahia)
Sala 2 - Tiaras de Bambu com Grafismo - Confecção Artesanato: 30 Vagas
Guaraci Uwewidjú (TUPI - Peruíbe SP - Aldeia Indígena Bananal / Tekoá Pakowaty)
Sala 3 - Pulseiras de Sementes - Confecção Artesanato: 30 vagas
Murici Pataxó (PATAXÓ Aldeia Imbiriba Porto Seguro)
11h: Roda de Conversa: "A Pacificação dos Kaingangs Paulistas"
Lançamento da Reedição do livro "A Pacificação dos Kaingangs Paulistas: hábitos, costumes e instituições desses índios"
14h: Oficinas (aberta para o público taxa: R$ 15,00)
- Sala 1 - Grafismo Corporal: 50 Vagas
Com: David Terena (Terena Aldeia Ekeruá)
- Sala 2 - Colar de Madeirinha - Confecção Artesanato: 30 Vagas
Com: Tamikuã Pataxó (Pataxó Originária De Barra Velha Bahia)
- Sala 3- Canto Rojão Música Que Integra Ritual Cariri Xocó: 50 Vagas
Com: Kairan Cariri Xocó (Aldeia Porto Real Do Colégio Cariri Xocó Alagoas)
16h30: Mesa-redonda "A Realidade Indígena Ontem e Hoje: história, tradição e realidade urbana"
18h: Encerramento: canto e dança final

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON