Aguarde...

ACidadeON Araraquara

Araraquara
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Bolsa Cidadania pretende atender 6,4 mil famílias em extrema pobreza

Projeto será lançado nesta quarta-feira (12); Câmara aprovou crédito especial no valor de R$ 1,6 milhões para atender famílias

| ACidadeON/Araraquara

Joice e Mariana são da mesma família e dependem da ajuda de programas sociais (Fotos: Amanda Rocha)
 
Pelo menos 6,4 mil famílias araraquarenses que estão em situação de extrema vulnerabilidade social podem ser atendidas pelo programa Bolsa Cidadania - espécie de Bolsa Família Municipal que será lançado oficialmente nesta quinta-feira (12), em Araraquara.  

O projeto foi aprovado em maio pela Câmara Municipal com um crédito especial no valor de R$ 1,6 milhão para sua implantação e manutenção pelo período de quatro meses.  

Segundo o prefeito Edinho Silva (PT), o objetivo é dar mais dignidade e alimentar famílias que vivem na extrema pobreza. Durante o programa "Bate-Bola com o Prefeito", da rádio Web Participativa, Edinho destacou que 48% da população inserida nestas 6,4 mil famílias são crianças.   
 
A família de Joice e Mariana, que moram no bairro do Hortênsia em Araraquara, podem ser beneficiadas pelo programa. Elas estão desempregadas e dependem de programas sociais para sustentar os filhos.
 
LEIA MAIS: Com aprovação do Bolsa Cidadania, saiba de onde sairão os recursos para implantação

"Com o Bolsa Cidadania vamos concorrer com o tráfico, com a prostituição, porque crianças miseráveis são aliciadas para o tráfico e para a prostituição", ressalta.  

O prefeito afirma que nem todas as 6,4 mil famílias serão atendidas na primeira fase do programa, mas o objetivo é ir ampliando até que todos tenham acesso ao Bolsa Cidadania.  

Valores
As pessoas que recebem até 25% de um salário mínimo, ou seja, R$ 249,50 terão direito a um benefício de R$ 442,40 e àqueles que não possuem renda, ou até 15% do mínimo nacional serão beneficiados com o valor de R$ 663,60.  

Em contrapartida os beneficiários deverão participar de um programa de qualificação para o mercado de trabalho e as empresas que empregarem estas pessoas terão isenção fiscal.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON