Aguarde...

cotidiano

Edinho pede união em momento de agravamento da pandemia

O prefeito de Araraquara afirma o decreto que estipula o fechamento de setores da economia é estadual e a Prefeitura deve seguir as regras

| ACidadeON/Araraquara

Manifestação em frente a Prefeitura de empresários donos de bares e restaurantes (Foto: Walter Strozzi)
 
Logo após o início das manifestações dos empresários de Araraquara pedindo o não fechamento de bares e restaurantes durante os próximos 15 dias, como forma de contenção da pandemia do coronavírus, o prefeito Edinho SIlva (PT), se manifestou em sua página no facebook.  

LEIA MAIS: Comerciantes protestam contra fechamento de bares e restaurantes  

"A Prefeitura de Araraquara respeita as manifestações de setores sociais contra o Plano São Paulo de Enfrentamento à covid-19 e se solidariza com as famílias que sofrem com o desemprego. Importante informar que todas as demandas de segurança alimentar que chegaram até a Prefeitura foram atendidas. Absolutamente todas", afirma ele. 

Quanto aos atos públicos que ocorreram tendo como alvo a Prefeitura, todas as lideranças - partidárias ou sindicais - sabem que as novas regras do Plano São Paulo advêm de um decreto estadual, portanto, não cabe ao Município nenhuma alteração. 

"Esperamos que o cenário de contaminação da covid-19 possa diminuir no próximo período, assim como a ocupação de leitos, principalmente de UTI. Esperamos, sobretudo, que se reduzam as mortes por coronavírus. Ocorrendo isso, que São Paulo possa voltar a ter suas atividades econômicas desenvolvidas sem restrições", reforça.  

"No que cabe à Prefeitura de Araraquara, continuaremos trabalhando para garantir assistência médica de qualidade para a nossa população, oferecendo a segurança de que não teremos falta de leitos ou de suporte respiratório. Essa é a nossa missão: salvar vidas", finaliza o prefeito Edinho Silva. 
 


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON