Publicidade

cotidiano

Pedágio entre Araraquara e São Carlos é proposto pela Artesp

Artesp estuda implantar pedágio entre as cidades vizinhas; proposta de nova concessão da Rodovia Washington Luís (SP-310) prevê novas marginais

| ACidadeON/Araraquara -

 araraquara trânsito rodovia washington luís
Araraquara poderá "ganhar" um pedágio até São Carlos (Foto: Arquivo Amanda Rocha)

Araraquara pode "ganhar" um pedágio futuramente até São Carlos. A Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp), apresentou uma proposta nesta quinta-feira (21) durante audiência pública na capital paulista.

Na proposta, há a previsão de instalação de praça de pedágio no km 255, entre os municípios de Ibaté e Araraquara. 

"Volto a repetir que não é a definição final a colocação dos pedágios e não são dadas como irreversíveis na sua posição. Eles podem ser alterados e devem ser se o estudo demonstrar e for a contribuição das regiões deslocar a sua posição original. Mas, para um primeiro estudo, esse foi o cenário apresentado para dar equilíbrio para a toda a concessão com relação aos investimentos ao longo dos 30 anos", afirmou o diretor-geral da agência, Milton Persoli. 

A proposta de nova modelagem de concessão prevê descontos de 5% para usuários que pagam o pedágio com tags e abatimento progressivo para quem tem uso assíduo.
A concessão das rodovias da região entrará em pauta em Araraquara na quarta-feira (27), às 10h, no Auditório do Sest/Senat.  

INVESTIMENTOS

Durante o prazo de concessão são previstos investimentos da ordem de R$ 3,5 bilhões. Além da Rodovia Washington Luís (SP-310), em trecho entre São Carlos e Mirassol, integram o pacote a Rodovia Brigadeiro Faria Lima, entre Matão e Bebedouro, e a SP-333, entre Sertãozinho e Borborema. 

O entendimento da agência é que novas praças de pedágio sejam ativadas somente depois da concretização das obras. 

O edital será finalizado após a realização de audiências públicas ao longo da próxima semana em diversos municípios.

Após as audiências públicas, a Artesp deverá estudar as alterações pedidas pela comunidade. O lançamento do edital está previsto para fevereiro. O leilão do lote de concessão está previsto para junho e a assinatura do contrato em dezembro do ano que vem. 

Procurada, a Prefeitura de Araraquara afirmou que não ter conhecimento desse projeto de concessão o que inviabiliza um posicionamento neste momento.

Mais notícias


Publicidade