Engenheiro civil morre ao passar mal e cair de moto na Avenida 36

Todos os procedimentos médicos de reanimação foram executados, mas o engenheiro não resistiu

    • ACidadeON/Araraquara
    • ACidade ON
ACidade ON - Araraquara
Djalma do Carmo Ferreira, de 65 anos, passou mal e caiu da moto; ele foi atendido e não resistiu

Uma fatalidade tirou a vida hoje do engenheiro civil Djalma do Carmo Ferreira, de 65 anos, depois que ele passou mal e caiu da moto na Avenida Francisco Salles Coulturato, a Avenida 36, em Araraquara. O caso aconteceu na tarde desta quarta-feira e foi estranhamente registrado na delegacia como homicídio culposo na direção de veículo automotor.

No documento policial diz que o engenheiro tinha acabado de deixar o prédio da Justiça Federal, que fica na Avenida, e subia sentido Centro, quando teria tido um mal súbito - um sintoma clínico que caracteriza a perda súbita da consciência, ou seja, das funções principais - e caído da moto, uma Yamaha Fazer, ano 2013. Ele foi atendido por socorristas do Samu e bombeiros da Unidade de Resgate.

Todos os procedimentos médicos de reanimação foram executados, mas o engenheiro não resistiu. A família só soube da fatalidade quando ligou no telefone dele estranhando a demora para chegar em casa. Amigos lamentaram a perda do engenheiro que foi professor, era um religioso e atuava como integrante da Sociedade Amigos do Bairro Santa Angelina (Sabsa).
 


0 Comentário(s)