Aguarde...

cotidiano

Araraquara confirma mais dois casos de covid-19

Cidade recebeu três resultados, sendo que de um paciente deu negativo para o novo coronavírus; mais uma morte suspeita foi registrada

| ACidadeON/Araraquara

Mais dois casos são confirmados nesta quinta-feira (2) (Foto: Reprodução)
 
Araraquara acaba de confirmar mais dois casos de covid-19. A Secretaria da Saúde recebeu mais três resultados nesta quinta-feira (2), sendo que um foi negativado.  

Os exames positivados são de pacientes internados em hospital privado. Eles estão estáveis e respondem bem ao tratamento.  

Também foi registrado mais um óbito de caso suspeito. É um idoso de 78 anos, com histórico de viagem para São Paulo. Ele era portador de comorbidades e não estava internado. Vale ressaltar que ele não deu entrada em nenhum serviço de saúde anteriormente.  

"Portanto, nesta quinta-feira (2), Araraquara possui 50 casos notificados, 33 aguardando resultado de exames, 10 casos descartados e 7 casos confirmados de Coronavírus na cidade. Dos 50 casos notificados, 6 pessoas foram internadas. Dessas, 23 já receberam alta e 13 permanecem internadas. Foram registrados 4 óbitos, sendo 3 suspeitos e 1 positivado para Coronavírus", declarou a secretária de Saúde, Eliana Honain, em mais um Boletim do Comitê de Contingenciamento do Coronavírus.  

A Secretaria Municipal da Saúde ressalta que está trabalhando intensamente no monitoramento dos suspeitos e comunicantes, com vistas a verificar o cumprimento da quarentena, assim como o monitoramento dos familiares dos casos confirmados.  

Resolução 
O Comitê de Contingenciamento do Coronavírus deliberou ainda a publicação de uma Resolução que fixa interpretações e estabelece esclarecimentos a fim de aperfeiçoar a aplicação e efetividade do Decreto nº 12.236, que reconhece o estado de calamidade pública no Município, decorrente da pandemia do COVID-19.
A resolução esclarece que:

- O funcionamento excepcional da rede de educação pública municipal, em cumprimento ao decreto, abrangerá as crianças que, na data de vigência de tal decreto, estejam regularmente matriculadas na rede de educação pública municipal.
- Para fins do funcionamento dos estabelecimentos de fornecimento de refeições e produtos alimentícios de consumo imediato, devem funcionar no conceito de atendimento ao consumidor na modalidade "drive-thru".  

- Cabe a esses estabelecimentos adotarem medidas para evitar a aglomeração de pessoas em seus respectivos entornos, devendo implementar o distanciamento mínimo de 1,50m (um metro e cinquenta centímetros) entre um consumidor e outro.  

- A expressão "assemelhados", prevista no Decreto, compreende todo e qualquer estabelecimento comercial que, de maneira preponderante, comercialize gêneros alimentícios de primeira necessidade constantes da cesta básica.  

- As lojas de conveniência que contam com serviços de padaria ou de lanchonete funcionarão assemelhadas a supermercados e as que vendem produtos como bebidas poderão continuar a desempenhar suas atividades exclusivamente por drive-thru, na qual o consumidor será obrigatoriamente atendido dentro de seu veículo, vedado, sob qualquer forma, o ingresso do consumidor no estabelecimento.  

- Consideram-se "oficinas" somente os estabelecimentos de reparo e de manutenção de veículos automotores e de propulsão humana.  

- Os segmentos de comércio e serviços, considerados atividades essenciais à população deverão disponibilizar, em sua entrada, álcool gel para o uso por parte dos consumidores.  

Vale ressaltar que a Guarda Civil Municipal e o Procon estão empenhados na fiscalização do cumprimento do decreto municipal e qualquer cidadão pode realizar denúncia na Ouvidoria Geral do Município (Disque 156) e no canal telefônico da Guarda Civil Municipal (Disque 153).  



Mais do ACidade ON