Aguarde...

cotidiano

Em Araraquara, doentes com mais de 45 anos devem ser internados

Infectados com covid-19 e que tenham alguma comorbidade, a recomendação também é internação

| ACidadeON/Araraquara

UPA Vila Xavier é referência no atendimento de suspeitas da covid-19 em Araraquara (Foto: Amanda Rocha)
 
Por conta da pandemia que já ultrapassa três meses, o Comitê de Contingência do Coronavírus anuncia que como forma de prevenção, a Secretaria Municipal de Saúde recomenda a internação de todas as pessoas a partir de 45 anos de idade que estejam confirmadas com a covid-19, bem como pessoas com comorbidades de qualquer idade.

Conforme observações feitas pela Saúde na cidade, a população economicamente ativa lidera as estatísticas de casos registrados, já que circula mais por causa do trabalho, aumentando os riscos de contágio e de contaminação.

A recomendação de internação envolverá as pessoas com mais de 45 anos já diagnosticadas com a doença mesmo sem comorbidade, conforme explica a coordenadora municipal de Atenção Básica, médica Talita Martins.
 
"Uma pessoa com síndrome gripal persistente, mesmo sem febre também deve procurar uma unidade de saúde mais próxima, ou a UPA da Vila Xavier, para que seja avaliada a necessidade de teste do coronavírus. O principal objetivo das novas medidas é melhorar as estratégias de atendimento dos casos de covid-19 desde o início da contaminação", enfatiza a médica.

Vale destacar que a partir de 1º de julho as seis unidades básicas que estavam com horário estendido, voltam ao horário de atendimento normal. Os profissionais, dessa forma, passam a fortalecer a equipe de bloqueio de positivados e comunicantes.  

SINTOMAS  
Os sintomas mais comuns da covid-19 são febre, tosse seca, dor de garganta, cansaço, diarreia, dor de cabela e perda do paladar. Dificuldade para respirar, dor no peito estão entre os sintomas mais graves. Em Araraquara é para que as pessoas com sintomas procurem a UPA da Vila Xavier, para triagem e testagem. 

ISOLAMENTO
Talitha Martins reiterou que a melhor forma de prevenção é manter o isolamento social, principalmente quem não precisa sair de casa para trabalhar ou fazer compras.

A coordenadora da Atenção Básica ainda cita a plataforma virtual chamada Bela, disponibilizada pela Prefeitura via Watts App, o (11) 95474.2762, para esclarecer dúvidas sobre a doença.

Além do isolamento, Talitha destaca a necessidade de se lavar constantemente as mãos com água e sabão ou desinfetar com álcool e gel, além do uso obrigatório de máscara.

Mais do ACidade ON