Aguarde...

cotidiano

Reuniões de famílias preocupam autoridades da Saúde

Fabiana Araujo, enfermeira da Vigilância Epidemiológica de Araraquara, afirma que muitas famílias inteiras estão se contaminando com covid-19 em encontros com parentes

| ACidadeON/Araraquara

Reuniões de família têm sido 'foco de contaminação' da covid-19 (Foto: Ilustração)
 
As reuniões de família estão impactando a transmissão do coronavírus, segundo a enfermeira sanitarista Fabiana do Carmo Araújo, da Vigilância Epidemiológica de Araraquara, integrante do Comitê de Contingência do Coronavírus.  
 
Em entrevista nas redes sociais, ela fala de um cenário preocupante. "Estamos vendo pessoas se infectando por parentes que não moram no mesmo domicilio. Estamos vendo famílias inteiras se infectando por conta das reuniões de família. Sabemos que a saudade é grande, mas precisamos exercitar outras formas de estar juntos", diz ela. 

Fabiana lembra ainda que a cidade tem controle da ocupação de leitos, tem tido testagem em massa e ainda internação preventiva, mas que mesmo assim a população deve seguir as medidas de isolamento social. 

"Não é o momento de relaxar e não sabemos qual será o momento. Não vai voltar o normal tão cedo, precisamos nos acostumar a viver desta forma. Hoje já me sinto desconfortável em não usar máscara, por exemplo. Precisamos nos reorganizar, buscar a proteção individual diariamente", diz ela,  

ATENÇÃO 
E é sempre bom lembrar dos caminhos que as pessoas com sintomas da covid-19 deve seguir para tem o atendimento adequado, que faz muita diferença no diagnóstico e tratamento da doença.  

"Importante que as pessoas com sintomas procurem atendimento médico na UPA da Vila é um serviço que funciona 24 horas e quem tiver sintomas gripais, como tosse, dor de cabeça e dor de garganta deve ir até lá. No Centro de Triagem, a pessoa terá um encaminhamento necessário e é importante que todo casos suspeitos se isolem", finaliza.

Mais do ACidade ON