Aguarde...

cotidiano

Confira o que pode ou não no 'decreto covid' de Araraquara

Cidade optou por prorrogar restrições até a próxima terça (13); permissão de igrejas foi revogada

| ACidadeON/Araraquara

 

Cidade ampliou validade de decreto com restrições da fase emergencial (Foto: Amanda Rocha)

Após classificação de Araraquara na fase vermelha do Plano São Paulo, a Prefeitura decidiu ampliar a validade das medidas restritivas - fase emergencial - até a próxima terça-feira (13), quando novas regras devem ser publicadas. 

A única diferença entre as normas vigentes está relacionada à permissão de cultos e missas presenciais, com distanciamento e presença de até 30% da capacidade. 

Inicialmente a cidade havia permitido o funcionamento, porém, volta atrás neste domingo (11), após notificação do Governo de São Paulo para cumprimento do Plano Estadual. 

Com isso, as regras sanitárias e de distanciamento em vigor são as seguintes: 

ATENDIMENTO PRESENCIAL
Os supermercados, açougues, padarias, feiras livres, cerealistas, comércio de hortifrúti e similares continuam atendendo presencialmente, das 5 às 20 horas, também com as medidas sanitárias já estabelecida. 

Isso se estende inclusive lojas de conveniência de atendimento presencial ou autoatendimento; estabelecimentos de saúde e alimentação animal; óticas e comércio de produtos médico-hospitalares; oficinas de veículos automotores, borracharias, lava-jatos e assistência técnica de eletroeletrônicos, mediante agendamento; atividades de atendimento ao público ou de autoatendimento em agências e correspondentes bancários, cooperativas de crédito, lotéricas ou estabelecimentos congêneres, mediante responsabilidade de sinalização de ordenação e espaçamento de 3 metros entre as pessoas em filas; além de postos de combustível para abastecimento a veículos particulares.  

SALÕES DE BELEZA E ESCRITÓRIOS
Os salões de beleza e barbearias também poderão atender presencialmente, mas permitido apenas um cliente por sala do estabelecimento e mediante agendamento. 

O mesmo será permitido aos escritórios e automotoescolas, com todas as regras determinadas no decreto.

As OSCs e os grupos de voluntários poderão continuar exercendo atividades presencialmente, a fim de organizarem o recebimento de doações de alimentos, cestas básicas e refeições prontas, bem como a sua respectiva produção e distribuição a pessoas em vulnerabilidade alimentar. 

AGLOMERAÇÃO NÃO
Porém, continua proibida a realização, por todos os munícipes, bem como pelos demais coletivos, associativas, desportivas, religiosas, condominiais, de entretenimento, clubes, dentre outros, bem como pelas organizações da sociedade civil, de toda e qualquer atividade coletiva ou que implique ou resulte em aglomeração de pessoas, assim como permanece vedado o acesso às praças e aos parques municipais de acesso público, exceto para aquisição de alimentos em feiras livres regularmente permitidas nesses locais. 

E, ainda mantendo as restrições impostas na fase emergencial do Plano São Paulo, permanece proibida, das 20 às 5 horas, a circulação de pessoas e veículos sem finalidade relativa à utilização ou à prestação dos serviços permitidos neste decreto para aquele horário, sob pena da aplicação das penalidades previstas na Lei nº 9.931, de 2020.





Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON