Aguarde...

cotidiano

Polícia reduz atendimento por causa da pandemia de covid-19

Ocorrências online, suspensão de aulas e orientações de higiene são para evitar a transmissão do coronavírus

| ACidadeON/Araraquara

Alteração é para que não haja aglomerações nas delegacias e evite risco da covid-19 (Foto: Amanda Rocha/ACidadeON)
 

Em meio à pandemia de coronavírus, as Polícias Civil e Militar mudaram o protocolo de atendimento ao público e tem orientado os trabalhadores em relação às medidas que visam coibir o avanço da covid-19. 

De acordo com o comandante interino do 13º Batalhão da Polícia Militar, Major Celso Luis Rodrigues, a corporação suspendeu todo e qualquer tipo de reuniões e aglomerações de pessoas. Além disso, há orientações relacionadas a higiene dos militares que atuam na rua. 

"As aulas dos nossos pelotões de formação de soldados estão suspensas, emitimos vídeos feitos pelo nosso setor de comunicação orientando sobre a melhor forma de se higienizar - utilizando álcool em gel e lavando bem as mãos - bem como manter a limpeza da viatura. Estamos providenciando máscaras e luvas, principalmente para o pessoal que está na rua, que podem atender alguém que esteja com suspeita do vírus", explica.  

Ainda de acordo com o comandante da PM, as orientações passadas aos militares vão desde uso de máscara e luvas, caso atendam alguma pessoa com suspeita da covid-19, até mesmo em relação a equipamentos de uso comum, como por exemplo, as viaturas usadas nas rondas pelos diferentes pontos da cidade.  

"No caso do pessoal que está na rua, que é mais difícil [higienizar] disponibilizamos o álcool em gel e pedimos para fazer a higienização logo quando entra na viatura, em questão de volante, câmbio, rádio comunicador que está sendo sempre utilizado e fazendo sempre essa higienização para evitar a proliferação desse vírus", afirma.  

Registro de BOs pode ser feito via internet (Foto: ACidade ON)

Mudança no registro de ocorrência
Tanto a Polícia Civil, quanto a Polícia Militar a forma de atendimento ao público foi alterada. Com objetivo de reduzir o número de pessoas nas delegacias e companhias, a orientação é para que seja registrado somente o essencial. Há ainda registros que podem ser feitos pela internet através da delegacia online (veja abaixo quais podem ou não serem registrados)

"Estamos orientando a população, quando for possível, fazer de casa, principalmente esses mais procurados, que são perdas de documentos e acidentes com veículos, que podem ser feitos online. Tudo isso para evitar aglomerações de pessoas, porque chegam uma, duas ou até três pessoas para poder fazer uma ocorrência e ficam em um ambiente de proliferação do vírus", diz o Major da PM Celso Luis Rodrigues. 

A mesma orientação é dada pelo delegado seccional de Araraquara, Fernando Giaretta. Segundo ele, os funcionários dos Distritos Policiais estão registrando os casos mais graves e, ações que não demandam ação imediata, estão sendo agendadas para horários alternativos. Mas, Giaretta ressalta que muitos serviços podem ser feitos pela delegacia eletrônica. 

"Pelo site as ocorrências chegam às delegacias imediatamente e são tomadas as providências. Se quiser fazer as ocorrências pelo site é melhor e não há prejuízo na investigação. O ideal é evitar as aglomerações nas delegacias para que as pessoas fiquem bem e os funcionários também", finaliza.  

Confira o que pode ou não ser registrado pela internet: 

Diversos crimes podem ser registrados online. Foto: Reprodução/ Secretária de Segurança Pública do Estado de São Paulo

Não pode registrar ocorrência pela internet se:
- Você foi ameaçado;
- Houve agressão física;
- Seu veículo foi danificado durante o crime;
- O crime aconteceu dentro da residência;
- Você é proprietário, funcionário ou representante legal do local onde aconteceu o crime;
- O veículo não está registrado em seu nome (verifique o documento oficial);
- Havia carga no veículo.

Mais do ACidade ON